A volta

Foram praticamente 4 meses de silêncio. Período importante, de muito crescimento. Eu estava confuso, em meio a crise e tudo o que eu mais desejava era ouvir a voz do Pai. Em meu último post, expressei o desejo de entrar para dentro da minha própria “caverna”. Foi o que fiz.

Tenho novidades trazidas de lá (da caverna). Ao avaliar minhas angústias, meus sofrimentos, minhas lamentações, meus anseios, meus sonhos e as razões mais profundas da minha crise, algo parece ter ficado bastante claro: meu ego é muito maior do que eu imaginava!

Fui conscientizado de que, no dia que entreguei minha vida para Cristo e me tornei cristão, não era Jesus quem estava entrando para a minha história. Eu estava entrando para a história Dele. Em uma, o protagonista da história era eu. Na outra, o protagonista era Cristo. E isso faz total diferença.

Todas as vezes que desejarmos tornar célebre o nosso próprio nome(Gn.11:4), o resultado será confusão, dispersão e crise! Foi assim com a história de Babel. É assim até hoje.

“Todo ser que respira louve ao SENHOR”, diz o último versículo do livro de Salmos. É assim que Deus determinou e é assim que tem de ser. Quando o nome Dele é colocado no seu devido lugar, as crises se dissolvem, a visão desembaça e o espírito fica em paz…

Foi isso que aprendi enquanto estive na caverna.

Saio de lá um pouco mais consciente de quem eu sou e mais consciente de quem Ele é. Talvez isso explique o versículo que não sai da minha cabeça e que luto para guardá-lo pra sempre, também no coração:

“A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo.” (Ef.3:8)

Estou de volta, com uma vontade enorme de ser usado por Deus para anunciar as riquezas contidas Nele!

Que venham novos posts, novos desafios e qualquer projeto que me seja dada a oportunidade de anunciar aquilo que é eterno!

Um grande abraço!!!

Eduardo Victor

Sobre Eduardo Victor

Mineiro de Belo Horizonte, 33 anos, cristão e missionário em Alvo da Mocidade. Apaixonado pelas Escrituras, tornei-me um sonhador quando descobri que Deus pode nos surpreender com as coisas mais simples e inusitadas desta vida...

4 comentários sobre “A volta

  1. Du!
    Que coisa boa ver um post seu assim logo cedo! Que alegria vê lo por aqui de novo! Seja bem vindo de volta!

    Abração! 😉

  2. 😛 😛 😛
    Adorei te ver de volta por aqui, Duduzito!!!
    Seus textos, como sempre, nos ajudando a pensar sobre questões tão centrais!
    Obrigada por dividir conosco essas ideias!!

  3. Du,
    Que alegria poder ler novos textos seus; mais ainda por sentir alegria nas suas palavras!
    Que Deus o abençoe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *