Um post sobre amor

Há alguns meses fiquei muito impressionado com uma leitura que fiz junto com a Alê (minha namorada) de um livro, O impostor que vive em mim. Se pudesse resumir a ideia do livro, diria apenas que o maior problema humano é não se ver como O amado de Deus.

Neste tempo para cá comecei a intensamente ver “o drama humano” desta óptica. Tudo que fazemos é, em alguma instância profunda porque nos sentimos pouco amados.

Neste contexto, interessei-me pelo amor. Fica engraçado dizer isso, como se não nem ligasse antes para isso, mas interessei-me de uma forma especial, com um olhar mais atento. O amor não é um detalhe na vida e não é um detalhe na Bíblia.

Deus é amor.

Diante desta sugestiva ideia bíblica, comecei a procurar os versículos sobre amor na Bíblia. Já mencionei esta caminhada anteriormente aqui. Um dos versículos mais contundentes e abstratos – na carência de um termo melhor – se encontra na carta aos Filipenses Efésios (sempre troco os nomes).

…oro para que, estando arraigados e alicerçados em amor, você possam, juntamente com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo

que excede todo conhecimento…

***

  • Largura
  • Comprimento
  • Altura
  • Profundidade

O que seriam essas dimensões? Qualquer explicação será simplória demais, já advertimos: “excede todo conhecimento”. Entretanto, não foi isso que Paulo pedia, que “compreendamos”, junto com os santos?

Talvez essa questão seja mais de vivência do que de ciência. É preferível sentir a compunção do que saber defini-la (Tomás a Kempis).

A vida cristã em si é uma forma de educação. Aprender, pensar, ler, memorizar, conhecer. Precisamos agir não só no coração mas também na mente. Possamos nos aprofundar no amor de Deus com todo nosso ser.

5 comentários sobre “Um post sobre amor

  1. Gostei mto do tema do post, Vidigas!! Acho mesmo que o maior problema do ser humano é não se ver como “O amado de Deus”! Acho MESMO que essa é a origem da grande maioria – senão de todos – os meus pecados!!

    E eu espero até o fim da minha vida poder sentir a compunção e ter cada vez mais vivência desse amor “que excede todo o entendimento”.

    muito bom!!!!

  2. Oh lindinho! Mt especial essa leitura.
    A manifestação da carência de amor se faz de diversas formas… Devemos ser capazes de entender as pessoas e nós mesmos e, com isso, possamos crescer em nossa comunidade (junto com os santos).

  3. ” junto com os Santos ” parece ser uma importante chave.
    Muito bom.
    Inclusive, Infelizmente para nós, o autor do livro faleceu há uma10 dias. Grande perda para os “Santos”

  4. Vidigasss! Que doido esse texto! Acho também que o ser humano tem esse problema de não se sentir amado por Deus, mas ultimamente tenho vivenciado isso muito intensamente.. Percebo que preciso buscar compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade do amor do Pai!! Que, como vc mesmo disse, possamos nos aprofundar no amor de Deus com todo o nosso ser. Bjinhos!

  5. Homero! Não sabia, que pena!!

    Quanto a nós, que por aqui ficamos, possamos ir mais fundo no amor de Deus e sermos curados gradativamente dessa necessidade grande… obrigado pelas participações, pessoal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *