Arquivo da tag: silêncio

Dor

Do alto da cruz Jesus já havia experimentado todas as dores do mundo. As dores da carne causadas pela intensidade dos espinhos que penetravam em sua cabeça. Seu corpo também já havia sofrido com as torturas, acoites e os enormes pregos que atravessaram mãos e pés. A dor causada pela humilhação, pelo cuspe e também o tapa. O desdém, a indiferença e a traição.

Mas o pior ainda estava por vir. Jesus ainda sentiria a maior dor que alguém pode experimentar. A dor da ausência de Deus, quando abraçaria o pecado da humanidade, como um soldado que pula em cima de uma granada pra salvar seus companheiros a quem ama. Abandono, alienação, silencio. São as consequências naturais do pecado, quando Deus parece morto.

“Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” Mt 27.46

Esse é o momento em que Jesus grita de dor. Quase não a suporta o distanciamento de Deus que o fere profundamente, muito mais do que seus estigmas. Porém, não interrompe seu diálogo com Deus nem mesmo no momento em que experimentou a solidão da alma. Ele clama com sua fé ferida.

Que essa seja a nossa atitude. De clamar pelo nosso Deus, mesmo com Seu aparente silêncio e colocar diante dele as dores da carne que abrem feridas, que nos desanimam e nos fazem chorar e perder a esperança.

Insuportável mesmo é viver sem a presença de Deus.

1 minuto no silêncio

1 minuto. Para alguns é muito tempo, até por que tempo é dinheiro. Tempos em que nossas mentes e corações ouvem as diversas vozes do cotidiano ou apenas a voz solitária do ego.

O silêncio, portanto, tortura e incomoda como se estivesse nos levando pra morte, quando Deus parece silencioso. Mas o silêncio é vida porque temos a possibilidade de cair em si, de olhar pra dentro e perceber que falta alguma coisa, falta combustível. Falta a presença de Deus.

A pausa preenche a alma. Hoje o silêncio fez o mundo ter um vislumbre do Divino, na solidariedade e compaixão, um minuto que falou mais do que todos o s outros 90 da história.

umminuto
Responder as perguntas não respondo.
Perguntas impossíveis não pergunto.
Só do que sei de mim aos outros conto:
De mim, atravessada pelo mundo. 

Toda a minha experiência, o meu estudo,
sou eu mesma, que, em solidão paciente,
recolho do que em mim observo e escuto
muda lição, que ninguém mais entende. 

O que sou vale mais do que o meu canto.
Apenas em linguagem vou dizendo
caminhos invisíveis por onde ando.

Tudo é secreto e de remoto exemplo.
Todos ouvimos, longe, o apelo do Anjo.
E todos somos pura flor de vento.
                                                        Cecília Meireles

Faça um minuto de silêncio, escute mudo a lição. Não apenas quando o luto é presente, mas quando a Vida nos dá o presente de nos acompanhar diariamente. Um minuto pode mudar uma vida inteira

Você consegue?

“Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus…” Sl 46.10

#forçachape