Arquivo da tag: proteção

O que me protege?

“… que o teu amor e a tua verdade sempre me protejam.” (salmo 40:11b)

Como assim?

Amor?

Verdade?

O que me protege é o poder! Sou filho do Rei!

E assim, nossa igreja míope caminha …

Se pensarmos bem, o amor me protege de me entregar de corpo e alma aos falsos amantes, que prometem plenitude mas devoram a alma (sejam pessoas, sejam coisas). Já sou amado, e isso basta!

A verdade me guia pelo caminho do acerto, mesmo que seja bem estreito, mesmo que encontre minha cruz, mesmo que sofra. A verdade me impede de entrar nas rodovias bem sinalizadas e confortáveis do mundo da sedução e engano.

VERDADE E AMOR

AMOR E VERDADE

Que essa dupla sempre me proteja!

 

Grande abraço e até a próxima!

O pai que inclina

Sou pai há cerca de 5 anos. Se tem algo que aprendi com minhas filhas é o fato de me inclinar. Eu, um gigante de 1,94 m vendo aquelas gracinhas vindo até mim, ora chorando, ora sorrindo. Fico imaginando elas, vendo esse gigante se inclinar e oferecer aconchego e segurança.  Para o pai não importa a altura, não importa a diferença de tamanho, ele está sempre disposto a inclinar!

Sabe…

É assim também com Deus!

“…ele se inclinou para mim e ouviu o meu grito de socorro.” (salmo 40:1b)

O nosso Deus se inclina, nos tira “de um atoleiro de lama”, “põe os meus pé sobre a rocha” e nos canta “um novo cântico”(v.2e3)

Para onde você corre de braços levantados? Quem você espera que se incline para você?

Minhas filhas me ensinaram a crer em um Pai que inclina!

Feliz é aquele que corre para o Pai e descobre aconchego e proteção!

 

Grande abraço e até a próxima!

A morada de Deus e a morada do homem

Essa semana fiz um estudo bem legal com um grupo de amigos sobre João 14. No início do capítulo Jesus fala o seguinte nos versos 1 à 3:

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.

Existe uma discussão sobre o que seria essa morada. Muitos, dentro de uma perspectiva escatológica, acreditam ser Jesus preparando um lugar físico na eternidade. Pensando em todo o contexto do capítulo prefiro crer em outra ideia. Olhando o ser humano vejo que uma das maiores carências nossa é a busca por segurança, por aceitação, proteção, intimidade … busca por moradia! Jesus demonstra possuir esse lugar: “Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai…” e faz uma promessa para o homem no fim do mesmo verso: “…e vós em mim, e eu em vós.” (V.20) Jesus encontra moradia no Pai e ambos querem fazer moradia no homem e deixar que o homem faça moradia Neles.

Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada. (v.23)

Creio que a morada que Jesus prepara está nesse novo relacionamento entre homem e Deus. Através da morte de Cristo dando ao homem um novo coração, coração pronto para ser moradia de Deus. Essa nova relação se estabelece através do Consolador: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre” ou seja, o “Espírito da verdade”(v.17). Creio que essa era a melhor mensagem que Jesus poderia deixar para seus discípulos, mensagem de conforto, de uma nova relação e de promessa de proteção, intimidade, aceitação, segurança, em uma moradia fantástica!

Que possamos fazer morada em Deus e deixá-lo fazer morada em nós!

Abraço e até a próxima!




“…cabe aqui na minha mão…”

Estava conversando com minha esposa (Camila) ontem dizendo que estava sem ideia sobre o que escrever no post dessa semana. Ela rapidamente respondeu: “fala sobre o pintinho amarelinho!”

Ela falou isso pois, entre eu e ela, estava nossa querida filha de 1 ano e 5 meses (Helena) e o vídeo preferido dela é do pintinho amarelinho. Quase todos os dias ela chega para um de nós dois apontando o dedinho na palma da mão, querendo rever o pintinho. Inclusive essa é a parte da música que ela aprendeu a gesticular primeiro: “… cabe aqui na minha mão, na minha mão!”

Pois bem Camila!!! Aí vai o post!!!

Essa frase “cabe aqui na minha mão” me chama atenção. Me lembro quando era criança e meus pais compraram para mim um pintinho. O nome dele passou a ser Getúlio. Getúlio era um ser indefeso, pequeno e frágil. Um dos lugares onde estava protegido era na minha mão! Um dia foi passear, longe das minhas mãos, caiu em um buraco e morreu.

A vida de Getúlio parece com a nossa! Somos frágeis, indefesos e pequenos. Mas podemos usufruir proteção nas mãos de nosso Deus. O problema é que muitas vezes quero viver minha vida longe de suas mãos, longe de sua proteção e aí … em um mundo cheio de buracos … acabo caindo em um! Deus tem muito interesse em nossas vidas. Você tem entregado sua vida à Ele? Tem se colocado em sua mãos? Olha o que Deus revela através do profeta Isaías:

“Porém Sião diz: Já me desamparou o SENHOR, e o meu Senhor se esqueceu de mim.

Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti.

Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim.”

As mãos de Deus estão abertas para você que não está lá ainda! Não há melhor lugar para estar! É muito bom ouvir com a simplicidade de uma criança o meu Pai cantando: “Meu amado, meu amado! Cabe aqui na minha mão, na minha mão!”

Que possamos ouvir essa melodia durante nossa vida!!

Abraço e até a próxima!