Arquivo da tag: mãe

Tomando forma

E o tempo passou.
Ah, muito se passou,
de forma que os anseios e orações se perderam nos quartos mais remotos da memória.

Lembranças de um tempo bom,
Difícil, mas ainda bom,
Que abriu feridas, que deixou traumas, mas que de alguma forma deu forma à fé.

Tempo que abriu as portas,
Que fez o machucado coração
se convencer da sua condição, perceber que Deus é bom e dar de si uma porção.

E foi tomando forma!
A que dantes perseguia
Agora serve, agora busca, e entrando na história Dele a si mesma se esvazia.

E por falar em história,
tem ela história pra contar…
De como um Deus de longe se fez de perto, mostrando bem que sabe bem amar.

Dizem que é assim:
Que o bom Deus concede a nós
muito mais do que se pode pensar, mais do que se pode imaginar.

Não é que assim foi?
E quando o céu se rasgou
Ele disse:
“Tu és meu filho amado, e olha, do teu lado, tua mãe, minha filha amada.”

“Desta história construída
em família de normais
resolvi mostrar pro mundo que EU ofereço muito mais. Muito mais!

“Da labuta e do sofrimento
No meio de tanta dor,
Quis mostrar para vocês que Meu nome  é AMOR”

Pois cuida, Oh Deus
Dessa mulher que é virtuosa.
Faz reta as suas veredas e do mal a afasta pra sempre, a partir de agora.

Por que já não merece sofrimento;
Antes, dá a ela amor e alento.
Pre’la ir tomando forma, pre’la ir fazendo festa, pre’la nos fazer gostoso alimento!

Que é pra ela mostrar pro mundo
Que o Senhor é Deus real.
Como mostrou pro teu pobre servo, que não merecia o que ganhou afinal.

E que daqui alguns carnavais
a gente se lembre daquele dia.
Em que o céu se rasgou, em que a pomba desceu e em que o coração se encheu de alegria!

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Dedico este texto – sem talento, sem métrica, de rimas toscas (me perdoem por isso, leitores!) mas de uma sinceridade e amor imensos – à minha querida mãe, que nesse carnaval decidiu provar o quão Deus é bom e fiel, externalizando pro mundo a decisão que mudou a sua vida!Foram anos dedicados a oração e à súplica, pedindo ao bom Deus que ela se convencesse do seu amor e da necessidade do sacrifício de Jesus Cristo. Agora, Patrícia Machado Mitre, é hora de irmos juntos tomando forma! Forma daquele que tomou a nossa forma, pra gente poder ter o privilégio de viver o que estamos vivendo hoje! Amo você, e que a paz do nosso Senhor Jesus Cristo esteja com você até que não possamos mais contar os nossos dias!

“Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia.”
Salmo 34:8

A formatura (Homenagem à minha mãe!)

Em agosto de 2011 minha mãe iria formar. Sua formatura estava marcada para o final do mês. Foi uma grande conquista, que deveria ser muito comemorada. Afinal de contas minha mãe largou sonhos acadêmicos para acompanhar meu pai em uma grande aventura: rodar o Brasil como esposa de um militar da aeronáutica. A essa aventura se somou uma ainda maior: a aventura de ser mãe de 3 filhos. Mas como em todas a histórias existem percalços, a dela não seria diferente, ficou viúva com 37 anos, e com 3 filhos pequenos para criar!

A partir desse momento seus grandes sonhos ficaram sempre em segundo plano! Os primeiros planos sempre eram referentes ao bem estar e desenvolvimento de seus filhos! Quando os filhos já puderam caminhar sozinhos ela passou então, com muita energia,a correr atrás desse sonho acadêmico! Foram alguns anos de luta, livros, horas de estudo, palestras, aulas de manhã, aulas a tarde, chegada da neta, etc… E agora, a tão esperada formatura, sonho de diploma na mão, aplausos na hora do nome! Foto escolhida, mensagens definidas, convites rodando e …

… No início do mesmo mês de agosto minha mãe foi convocada para uma outra formatura! A formatura da vida! No dia 14, duas semanas antes de sua formatura, minha mãe faleceu!

Apesar da alegria da conquista ser trocada pela dor da perda, a morte deveria ser vista como uma formatura.  O que são 4-5 anos na vida de uma pessoa que vive 70-80? Mas a importância desse período pode (e geralmente vai)  definir o resto da vida em vários aspectos. Da mesma forma, o que são 70-80 anos na eternidade? Mas a importância desse período define muito da eternidade! De que forma você decidiu levar seu “curso” chamado vida? Sozinho? De forma auto-suficiente? Como o próprio deus de sua vida? ou optando por se relacionar com Aquele que pode trazer sal para uma vida sem tempero ou que pode trazer luz para uma vida entregue à escuridão? Deus Pai, através de Cristo, permite um curso bem feito! Permite uma eternidade plena com Ele, com o próximo e consigo!

Posso dizer que minha mãe fez um belo curso, não por mérito próprio, mas por graça divina! Não por saber tudo e sim por se colocar como aprendiz do grande professor que Cristo é! Creio que na sua formatura ela recebeu desse professor o diploma e, olhando para a platéia, reconheceu grandes amigos, pessoas queridas que batiam palmas. E nesse momento, tudo o que foi realizado aqui virou pó, com excessão dos relacionamentos com Deus e com as pessoas que cruzaram seu caminho!

Ontem minha filha de 2 anos estava ao telefone (de brinquedo) falando: “Vovó Lude? Tá com o papai do céu? Tchau, beijo!”

Creio que sim filha! Ela está com “papai do céu”! E um dia iremos estar na casa do Papai do céu, essa será a nossa casa! Um dia iremos formar (tanto eu como você!) e iremos receber o diploma da mão do professor e levantaremos nossos olhos e veremos, no meio da platéia, um rosto sorridente e pleno … o rosto da vovó Lude, batendo palmas! Depois iremos para um grande banquete, preparado pelo grande professor!

Vi um anjo que estava de pé no sol e que clamava em alta voz a todas as aves que voavam pelo meio do céu: “Venham, reúnam-se para o grande banquete de Deus”Apocalipse 19:17

Essa é uma homenagem à minha mãe que completaria 58 anos daqui dois dias! Mas aproveito para te perguntar: Como você está se saindo no curso da vida? Você está preparado para a formatura?
Abraço a até a próxima!