Arquivo da tag: consumo

O que você tem comprado?

Hoje o assunto é venda. Não há outra época do ano melhor para falar sobre, pois agora, mais do que nunca, é hora de comprar! Vejamos como funciona o mecanismo através de abordagem, argumentação e fechamento.

Na abordagem somos levados a prestar atenção em algo que talvez não nos atraísse por si só. Pense em uma propaganda que começa com a expressão “atenção!” (típico das Casas Bahia) ou em um outdoor com uma imagem apelativa (de alguém seminu) e até mesmo o “off” de uma vitrine.

Depois passam à argumentação. Por meio dela somos convencidos de que aquele produto é necessário para nossas vidas e que sem ele jamais seremos completos. Muitos são os motivos que nos fazem crer que isto realmente é verdade. O silêncio é preenchido pela gama de informações imprescindíveis em relação à mercadoria, deixando nosso cérebro ocupado demais para refletir a respeito.

E então vem a fase do fechamento. Somos pegos por uma pergunta que nos obriga a tomar uma decisão! Normalmente ela já parte do pressuposto de que vamos realmente querer o produto, afinal, ele irá mudar nossas vidas!

Sem perceber, ficamos angustiados com a possibilidade de dizer não. Caso consigamos, há uma outra fase – a contra-argumentação. Nela, todas as nossas desculpas são descobertas e ficamos sem a possibilidade de escapar, a não ser assumindo a verdade tão difícil de ser dita em virtude da expressão na face do vendedor. Resta-nos o “não quero, não gosto e/ou não preciso”.

Tudo nesta vida é compra e venda. Fica fácil perceber isto quando o  produto é a compra de natal no shopping. Mas há uma venda há todo tempo ainda mais intrigante – a de ideologia! Sem perceber somos bombardeados com uma série de ideias e valores que querem que compremos, que vivamos, que consumamos… Penso ser normal, ao se tratar do mundo. Triste é pensar que isso acontece dentro da família cristã. Um CD que seria para Deus, um livro que deveria glorificá-lo, uma mensagem que deveria nos edificar…

Sinto-me só mais um em meio a tantas compras que resolvem problemas que não existiam antes de eu fazê-las. Vivo o desafio de prosseguir como as pessoas de Bereia em Atos 17 – examinando as escrituras para ver o que representa ou não o padrão de Deus, seja na compra de coisas, seja na de ideias.

Não poderia terminar diferente, deixo então a pergunta: e você, o que tem comprado?