Arquivo da tag: caridade

Pais da Igreja – Basílio

Um homem chamado de luzeiro da Igreja de sua época. Reverenciado pela Igreja do Oriente e do Ocidente. O que podemos aprender com Basílio?

Nascido em 330 , em uma família profundamente cristã. Somente depois da juventude é que se volta para a fé, em profundo arrependimento e constatando o desperdício da vida em vaidades: “Um dia, como que acordando de um sono profundo, voltei-me para a admirável luz da verdade do Evangelho… e chorei sobre a minha vida miserável.”

Foi ordenado sacerdote e, em 370, se tornou bispo da Capadócia, atual Turquia. Seu ponto mais forte foi o equilíbrio e a intensidade  com que viveu seu chamado. Se aproximou do monaquismo para se aprofundar no silêncio, meditação, oração e estudo. Ao mesmo tempo, entendia que precisava cuidar do próximo, lançou as bases para a Ideia de hospitais, tudo motivado pela caridade e  amor ao próximo.  Se voltou para a caridade, sem se perder nas obras sociais como o fim em si, mas como reflexo da sólida fé e amor a Cristo.

Conseguia aliar oração, liturgia, missão e caridade. Ao mesmo tempo em que se opunha aos hereges que negavam Cristo e o Espírito Santo como Deus. Trabalhou muito para consolidar a doutrina da trindade.

Sem dúvida um homem que desenvolveu um ministério multiforme, de forma fiel e amorosa. Dessa forma o vejo como uma luz para os dias atuais também. Dias em que a Igreja instrumentaliza e compartimentaliza suas funções e o serviço de seus fiéis. Precisamos de cristãos , que assim como Basílio, sejam “generalistas” , façam de tudo, tendo como motivação o amor ao próximo e o amor a Cristo. Homens e mulheres prontos a darem suas vidas e não migalhas…

Basílio desenvolveu todo seu ministério e deixou todo seu exemplo em um prazo de 9 anos , pois, ainda com 49 anos, é chamado para o seu verdadeiro lar, ao lado da  trindade.

“Apóstolo e ministro de Cristo, dispensador dos mistérios de Deus, arauto do reino , modelo e regra de piedade, olho do corpo da Igreja , pastor das ovelhas de Cristo, médico piedoso, pai e sustento, cooperador de Deus, agricultor de Deus, construtor do templo de Deus” (Basílio, traçado por ele mesmo)

Quem é você? Como você tem levado sua vida?

 

Abraço e até a próxima!