Arquivo da tag: canonicidade

A Inerrância da Bíblia

Quem me conhece, sabe o quanto eu sou um apaixonado pelas Escrituras! Eu vibro de uma maneira singular, quando o assunto é a Palavra de Deus.

Gostaria que você imaginasse essa cena!

Um autor, vindo de uma província perdida no meio de um continente desconhecido, chegasse a um editor com um bloco de papéis escrito em uma língua misteriosa e anunciasse que, (1) sua obra seria traduzida em milhares de idiomas e dialetos, seria lida por dois milênios por centenas de milhões de leitores de todas as nações do planeta, inspiraria três religiões universais (Judaísmo, Cristianismo e Islamismo), além de milhares de confissões e seitas; (2) dissesse que sua obra provocaria revoluções e guerras e ao mesmo tempo, suscitaria com semelhante intensidade, renúncias místicas e heroísmos nunca vistos; (3) que sua obra, dois ou três milênios depois de escrita, continuaria sendo vendida em todo o mercado editorial do mundo, com edições de milhares de exemplares por ano (PS: somente a Sociedade Bíblica do Brasil – SBB – imprime aproximadamente seis milhões de bíblias por ano); (4) dissesse que uma enorme parte da humanidade veria nela um último recurso e uma fonte de salvação e esperança; (5) dissesse ainda que sua obra fora escrita por Deus, através de mais ou menos 40 autores diferentes que, não necessariamente foram contemporâneos entre si, porque conviveram ou escreveram parte do texto num período de aproximadamente 1.500 anos e que sua obra é uma compilação de 66 livros, isto é: Quem escreveu esse livro? (Deus); Como? (Através de + ou – 40 pessoas diferentes); Em quanto tempo? (Cerca de 1.500 anos)… Esse é um livro que eu gostaria que você imprimisse e vendesse!

Voltei a estudar sobre a Inerrância das Escrituras! Tenho investigado com profundidade as perguntas mais básicas sobre a Palavra de Deus.

A Bíblia contém erros? Ela é digna de confiança ou foi alterada por homens? Como foi constituída? Quais os critérios que definiram apenas os 66 livros como canônicos? Qual a diferença entre inspiração, revelação e iluminação?

Eu tenho obtido minhas respostas! Minha luta é para estar cada dia mais preparado para responder a todos aqueles que me perguntarem qual é a razão da minha esperança. (I Pe.3:15)

Se você fosse o (a) editor (a) que recebeu a proposta maluca desse autor mais maluco ainda, você imprimiria o livro ou não conseguiria acreditar num absurdo tão grande assim?

Se tudo no Reino de Deus é questão de fé, por que a formação da Palavra de Deus não seria?

Deixa eu ir, porque hoje à noite tem estudo! Você acha que eu tô empolgado?

Grande abraço!!!