Santificação em três níveis

Dos comentários do livro de 1 Coríntios – que estamos estudando semanalmente no grupo de que participo – surgiu esta semana uma categorização de santificações que pode ser útil a reflexão.

Posicional

A santificação posicional seria obtida quando se torna cristão, i.e., entendendo-se pecadora a pessoa aceita o sacrifício de Jesus como pagamento pelo pecado.

Como ouvi certa vez, acreditar em Deus não é o mesmo que entender o que Jesus fez e aceita-lo. Aceitar o sacrifício de Jesus é, ao mesmo tempo, reconhecer-se pecador e necessitador da graça. Ao se tornar cristão o indivíduo está entrando em uma nova existência – as coisas velhas se foram, surgiram coisas novas. Temos acesso ao Pai, a presença do Espírito.

Progressiva

Se a santificação “posicional” é um marco dramático na vida de qualquer um, ela por si só não garante uma transformação de vida. Somos sim nascidos de novo (Jo 1), contudo, não passamos de bebês (1 Co) e, como tais, precisamos de crescer.

A santificação progressiva é atuada por Deus em nossa vida mas, diferentemente da Posicional, em que nada podemos acrescentar (Gl), ela depende de nossa cooperação.

Cooperar com sua santificação progressiva demanda consciência de nosso papel. Não será o tempo que nos tornará mais maduros, sábios e sem pecado. Temos que batalhar por isso junto com Deus.

Enfatizar o caráter gratuito da santificação posicional é importante sempre (Ef 2:8-9) mas pode nos dar a impressão de que assim também é a progressiva, em que temos um papel mais pró-ativo.

Aqui residem as práticas das disciplinas espirituais, o separar tempo para leitura, o simplesmente estar com Deus por uma hora diária, ouvir o que o coração traz, não as coisas belas somente, mas as podres: as inseguranças, os temores, as invejas, as raivas. Perguntar-se: por que isso me incomoda tanto? E dizer para Deus sobre tudo isso. Ler a Bíblia. Ler devocionais.

Crescer com Deus demanda esforço e demanda decisão. Essa é a parte da santificação que depende um pouco de nós.

Definitiva

Aqui reside um mistério. Não sei como será isso, mas essa parte da santificação será depois do fim dos tempos, quando teremos um corpo glorioso.

A santificação definitiva será operada por Deus e nos permitirá viver com ele para sempre. Esta é nossa esperança.

4 comentários sobre “Santificação em três níveis

  1. É muito bom aprender novas coizas sobre a santidade. DEUS abençoe os que têm se esforçado para buscar tais conhecimento.

  2. Parabéns Vidigal, espero que tenha se santificado e se desenvolvido em Cristo todos os dias neste tempo de 2013 até aqui. Que Deus te abençoe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *