Quem está falando?

Muitos creem no Diabo como uma figura mitológica. Eu não. Creio que este ser e sua presença são tão verdadeiros quanto nossa própria existência, mas confesso que muitas vezes subestimo sua criatividade e poder de destruição.

É um grande risco enxergar o diabo em tudo de mal que acontece, como também é um risco achar que ele nunca está presente.

Sabemos que sua esperteza se concentra nas mentiras ditas e nas múltiplas vozes que distorcem nossa identidade e nos prometem reinos em troca de nossa alma. São as vozes da tentação.

“Não aceite, você é melhor do que ele”
“Todo mundo faz, porque você não deveria fazer?”.
“Experimente!”
“Ninguém vai perceber.”
“Só hoje!”

Astuto. Note que na maioria das vezes ele não quer te levar a fazer a vontade dele. Ele se dá por satisfeito quando lhe convence a não fazer a vontade de Deus. E isso já é o suficiente para a destruição.

Que possamos ouvir a voz de Deus para discernir todas as vozes enganosas e malignas que gritam alto em nossos corações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *