Quando tudo é Nada!

Quem escolheu nascer?

E se todos morrem, a morte também não é uma opção.

O início e o fim da vida….sabemos como é, e sabemos que não podemos escolher.

Se a vida é assim, tão rápida que foge do nosso controle, gostaria de saber quem roubou nossa simplicidade?

Porque tanta pompa, orgulho e ambição?

Porque tanta pressa?

Se não temos controle da nossa própria vida e da nossa própria morte, porque agimos como juízes dos demais?

Como podemos nos declarar “senhores dos nossos destinos?”

E porque acumulamos tanto? Enchemos armários, contas correntes e nossos filhos com tanto entulho… lixo que esfria nosso amor!!!

Empilhamos barreiras que nos afastam.

Acordei com uma voz que dizia assim:

”Quanto mais você se esvazia das coisas materiais, mais você é preenchido pelas coisas de Deus.”

Pais, enquanto vocês correm, seus filhos ficam para trás. E quanto mais rápido seus passos, maior a distância, e eles param, esperando algo que não pode ser comprado.

Hoje o meu coração sangrou, pois uma adolescente contaminada pelo vírus do consumismo contemporâneo declarou: “Tenho tudo, mas não tenho nada.”

Um armário lotado, um coração vazio!

3 comentários sobre “Quando tudo é Nada!

  1. “Um armário lotado, um coração vazio!”

    Como tem gente assim, Bernardão!

    Muito boa a reflexão!

    Bração!!!

  2. Noh cara, pesado demais. Que possamos encher nosso coração de Deus, mais do que enchemos o nosso armário de futilidades.

    Excelente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *