Quando o problema não é pecar…

arrependimentoO discurso era de uma pessoa arrependida! Palavras carregadas de tristeza afirmavam o desejo de voltar atrás… As lágrimas regavam o tom de um coração que experimentara o pecado e que, por isso, estava mal! Foi assim o papo que tive numa terça-feira à noite, dentro do meu carro… Imagine que a pessoa que conversava comigo, resolvesse procurar João Batista, afirmando estar arrependida e desejando ser batizada por ele no rio Jordão. As palavras iriam ser assim:

“Raça de serpente! O que você pretende, rastejando até o rio? Acha que um pouco de água nessa pele de cobra vai fazer alguma diferença? É a sua vida que precisa de mudar, não a sua pele! E não pense que você pode melhorar sua situação afirmando que é uma pessoa cristã. Ser uma pessoa cristã não ajuda, nesse caso. Muitas pessoas são cristãs, mas até as pedras podem se tornar cristãs, se Deus assim desejar. O que conta mesmo é a vida e a sua, não registra frutos dignos de arrependimento!” (Mt.3:7-9 – [Bíblia A Mensagem])

Você já presenciou “simulacros” de arrependimento? Gente que diz estar arrependida, mas continua no pecado?

As Escrituras revelam a condenação enérgica de Deus para todo e qualquer tipo de pseudo-metanóia. O Reino de Deus é vida que os olhos podem ver! Palavra + Atitude, Discurso + Conduta! Até porque, de boas intenções, o inferno tá lotado…

Em Juízes 10, o povo de Israel volta a fazer o que era mau perante o Senhor! Pecado! Preste atenção no processo:

“Então os filhos de Israel clamaram ao SENHOR, dizendo: Contra ti havemos pecado, porque deixamos o nosso Deus e servimos aos baalins.” (v.10)

“Vós me deixastes a mim e servistes a outros deuses, pelo que não vos livrarei mais. Ide e clamai aos deuses que escolhestes; eles que vos livrem no tempo do vosso aperto.” (vv.13-14)

Já imaginou a cena? O povo clama por socorro e Deus diz: “Procurem os seus deuses e não a mim…”

Sabe qual foi a razão de Deus ter dito “não”? Acompanhe comigo:

“Mas os filhos de Israel disseram ao SENHOR: Temos pecado; faze-nos tudo quanto te parecer bem; porém, livra-nos ainda esta vez, te rogamos. E tiraram os deuses alheios do meio de si e serviram ao SENHOR; então, já não pôde ele reter a sua compaixão por causa da desgraça de Israel.” (Jz.10:15-16)

Apesar do discurso de arrependimento e do pedido de socorro, os deuses alheios ainda estavam no meio deles. “Simulacro” de arrependimento! Pseudo-metanóia!

Os resquícios do pecado sempre colocarão em cheque o arrependimento!

Quem se arrepende apenas com o discurso, apresenta “lampejos” de arrependimento. Lampejo de arrependimento é o mesmo que remorso. A consciência fica pesada em razão da besteira feita e só… Tipo Judas!

“Então, Judas, o que o traiu, vendo que Jesus fora condenado, tocado de remorso, devolveu as trinta moedas de prata aos principais sacerdotes e aos anciãos…” (Mt.27:3)

Qual é o produto final dos seus pecados: remorso ou arrependimento?

Que você e eu possamos produzir frutos dignos de arrependimento e que nós eliminemos todos e quaisquer resquícios dos pecados que estiverem entre nós!

E que Deus não consiga reter sua compaixão por mim e por você… Assim seja!

Grande abraço!!!

 

Eduardo Victor

Sobre Eduardo Victor

Mineiro de Belo Horizonte, 33 anos, cristão e missionário em Alvo da Mocidade. Apaixonado pelas Escrituras, tornei-me um sonhador quando descobri que Deus pode nos surpreender com as coisas mais simples e inusitadas desta vida...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *