Provai e vede! (Sl 34.8)

Tenho vivido dias de pura alegria ao lado de minha esposa e especialmente ao lado de minha filha. Falo sobre a alegria que o nascimento de um(a) filho(a) proporciona. Não dou a mínima pras noites longas e mal dormidas, nem para fraldas sujas e de péssimo cheiro, porque prefiro contemplar o pequeno sorriso, as expressões engraçadas e os pezinhos chutando o ar.

Eu poderia ser o melhor orador da Terra, traduzindo em perfeitas palavras aquilo que tenho vivenciado, ou ter o dom de transcrever no papel cada sorriso e expressão trocados. Poderia ser um exímio cineasta que através de um lindo filme exprime os sentimentos mais profundos que emociona e arranca suspiros e toca vidas. As pessoas ficariam admiradas, algumas emocionadas e tocadas, mas nenhuma conseguiria ter a mesma sensação que eu apenas por ouvir falar.

É necessário provar. Nada, nada se compara com a experiência, com o tempo gasto e os momentos juntos. É singular.

pezinho2

É desta maneira que vejo meu relacionamento com Deus. Eu ouço belíssimas palestras, assisto lindas mensagens de filmes acerca de Deus e da existência humana, converso com amigos que vivem uma vida espirital, leio livros, a bíblia e etc., mas nada é semelhante ao relacionamento que tenho e desenvolvo com Deus pessoalmente.

E assim, posso construir a minha história sem tentar reproduzir experiências alheias. Tirar minhas próprias conclusões, ter as minhas convicções e lutar para viver de maneira autêntica diante de Deus, mesmo sabendo que as vezes deixo Deus preocupado, sem sono, fazendo-o vir até mim para limpar as “caquinhas da vida” e o mal cheiro. Mas ele sabe que vale a pena trocar olhares, sorrisos, meias palavras enquanto assiste e promove o crescimento.

Que possamos não apenas conhecê-lo de ouvir falar, mas que nossos olhos vejam e contemplem a beleza e a bondade de Deus.

“Provai e vede”.

3 comentários sobre “Provai e vede! (Sl 34.8)

  1. É impressionante quando estamos lendo algo que temos a absoluta certeza de ser verdade.

    Muito bom poder ler cada parágrafo do seu post e imaginar sua relação com Deus acontecendo e experimentando coisas que só vocês dois entendem, amigão!

    Valeu demais!

    Grande abraço!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *