Praticando a teoria

eu não sei dizer
o que quer dizer
o que vou dizer
eu amo você
mas não sei o que
isso quer dizer”   
(Zeca Baleiro)

Dizer “Eu te amo!” talvez seja muito fácil para algumas pessoas. Para outras nem tanto.

Praticar o amor já não é tão simples.

Somos egoístas, egocêntricos, cobiçosos, mimados e vivemos em uma sociedade doente, que desenvolve em nós certa insensibilidade em relação ao outro. Tornamos-nos superficiais, imediatistas e interesseiros.

O amor deixou de ser uma emoção profunda, sólida e está sendo transformado em um sentimento rápido e superficial.

Amamos tantas vezes; amamos tão pouco!

Tenho aprendido sobre o amor ao longo da minha vida. Meus pais me ensinaram através das relações construídas com seus filhos. Minha esposa me ensina com sua dedicação e seu desenrolar do dia a dia.

Recentemente tenho aprendido com um casal com mais de 60 anos de casado. Ele 88, ela 83 anos de vida. Ele sempre foi um marido dedicado. Trabalhou duro, deu exemplo. Ela sempre foi esposa zelosa. Cuidou da casa, dos filhos e dele. E continua cuidando. Hoje ele usa fraudas e tem dificuldade para andar. Hoje ela dá banho nele, troca suas fraudas. Não reclamam, se protegem. Hoje não há sexo, sobra amor. Eles continuam juntos, trocando carinhos, beijinhos. Eles ainda dão as mãos.

Vovó e vovô, graças a Deus, pra vocês praticar o amor ainda é simples. Obrigado!

Bernardo

“…ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei.E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que eu entregue o meu próprio corpo para ser queimado,se não tiver amor, nada disso me aproveitará. O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba.” 1Cor (13:2-8)

Um comentário sobre “Praticando a teoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *