Pra quem não gosta de genealogia

Após terminar de ler um profeta do Antigo Testamento, peguei minha Bíblia numa manhã e pensei: “O que vou ler agora?” Fui para o índice e os meus olhos brilharam quando passei pelos evangelhos. “É isso, Deus! Tô com saudade de ler um dos evangelhos…” Decidi pelo 1° evangelho e, assim, comecei a leitura de Mateus. Aí aconteceu aquilo que é de praxe! Coisas nunca antes notadas, saltaram aos olhos e fizeram o coração arder. Quer um exemplo?

O Evangelho de Mateus começa com a descrição da genealogia de Jesus. Parece apenas um amontoado de nomes. Parece…

“Jessé gerou ao rei Davi; e o rei Davi, a Salomão, da que fora mulher de Urias;”(Mt.1:6)

O texto parece bem óbvio. Jessé foi o pai de Davi e Davi foi o pai de Salomão.

O que não pode deixar de ser mencionado é que “Davi gerou a Salomão, da que fora mulher de Urias, ou seja, Salomão (o rei mais sábio da história de Israel) foi fruto da relação entre Davi e Bate-Seba (que havia sido mulher de Urias).

Davi havia forçado Bate-Seba para que tivessem relação sexual. Sexo ilícito, sujo, condenável aos olhos de Deus. Ela era casada com Urias na ocasião. Ela manda o recado, depois de um tempo, dizendo estar grávida. Davi fica desesperado. Tenta fazer parecer que o filho de Bate-Seba fosse, na verdade, de Urias. Como não consegue, trama matá-lo e a cereja desse bolo de pecados é um assassinato.

Agora, uma dúvida: por que Deus, no meio da descrição da genealogia do seu próprio Filho Jesus, registra esse fato? Para que as palavras do fim do versículo (“da que fora mulher de Urias”)? O que Davi iria sentir ao ler isso? Será que não podia ser “Davi que gerou a Salomão, que gerou a Roboão”?

Acredito que está escrito assim, por pelo menos, 2 razões:

1) A história de Deus tem sido construída por homens pecadores como eu, você e o rei Davi. A compreensão daqueles que vivem com Deus é que “onde abundou o pecado, superabundou a graça de Deus.”(Rm.5:20)

2) Nas mãos de Deus, aquilo que é sujo, indigno, perverso e caótico pode se transformar em algo, simplesmente maravilhoso, como a genealogia de Cristo. Os primeiros versos da sua Bíblia dizem que a terra, porém, estava sem forma e vazia. Daí, Deus resolve colocar as mãos no caos e surge o cosmos! Foi assim com Davi, no caso de Bate-Seba.

No início, o nome “Bate-Seba” significava para Davi pecado, adultério, assassinato. Depois, passou a significar graça, misericórdia, perdão, e um filho chamado Salomão! É assim quando Deus resolve colocar as mãos…

O que existe na sua vida que ainda tem o significado de pecado? 

Você não acha que já passou da hora de você entregar isso nas mãos de Deus?

A genealogia do Reino de Deus continua sendo escrita. Nomes de pecadores são registrados. Históricos repletos de sujeira, mas que não trazem vergonha. Porque numa genealogia onde abunda pecado, há um nome repleto de graça! E a graça Dele é tão abundante, mas tão abundante que não há histórico que permaneça sujo.

Você compreende o que significa o nome de Jesus na genealogia?

Um grande abraço!!!

Eduardo Victor

Sobre Eduardo Victor

Mineiro de Belo Horizonte, 33 anos, cristão e missionário em Alvo da Mocidade. Apaixonado pelas Escrituras, tornei-me um sonhador quando descobri que Deus pode nos surpreender com as coisas mais simples e inusitadas desta vida...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *