Permanecer em Cristo com Irmão Lawrence – parte 2

“Se servir a Deus com sinceridade é o seu desejo, sinta-se à vontade para vir falar comigo sempre que quiser, sem medo de ser desagradável. Mas, se esse não for seu desejo sincero, não há necessidade de visitar-me novamente. ” Irmão Lawrence

E se esse aviso acompanhasse todos os textos do blog. Você voltaria aqui para ler. Será que eu ainda estaria por aqui?

Irmão Lawrence escreveu isso num outro contexto. Começou a receber visitas de pessoas que ficaram sabendo da sua experiência com Deus. Irmão Lawrence dispensava os curiosos que não queriam se comprometer com o Senhor.

E quanto a nós? Estamos levando Deus a sério? Estamos enfrentando nossas lutas, nossas tribulações? Estamos ciente do nosso apocalipse?

Irmão Lawrence ensina com muita simplicidade a humildade de se relacionar com Deus. É interessante notar como ele joga a responsabilidade maior nas costas do Senhor, ao contrário da nossa cultura meritocrata e convergindo para os ensinamentos de Jesus.

“Senhor, não posso fazer isto a menos que Tu me capacites.”

“Quando não faço o que tenho de fazer, simplesmente admito minhas falhas dizendo a Deus: “Jamais farei de outra maneira se Tu me deixares a mercê de mim mesmo. És Tu quem deve impedir-me de cair e és Tu quem deve aperfeiçoar aquilo que é imperfeito. “

Irmão Lawrence acostumou-se a fazer tudo por amor a Deus. Desde as coisas mais simples até as mais complexas. Desde decisões internas até o seu próprio trabalho dentro da cozinha, lugar pelo qual segundo ele, sentia uma terrível aversão natural.

E nós? Como temos agido no nosso dia a dia? Temos levado nossas relações até o Senhor? Orado por paciência, aperfeiçoamento e por uma vida santa?

Temos pensado no Senhor durante nosso trabalho ou no nosso casamento?

Ou temos nos entregados a pensamentos fúteis e egoístas?

“…em todas as situações, a minha satisfação está em fazer coisas pequenas por amor a Deus.”

“Nossos pensamentos fúteis estragam tudo. São o ponto de partida para danos… Devemos rejeitá-los e voltar nossa comunhão com Deus.”

Reflitam e lembrem-se de quem é o nosso Salvador; e sejamos gratos por isso.

“Devemos, sem qualquer ansiedade, contar com o perdão de nossos pecados por meio do sangue do Senhor Jesus Cristo; nosso único esforço deve ser amar a Deus de todo o nosso coração. Deus parece ter concedido o maior favor aos maiores pecadores, como monumentos mais visíveis da Sua misericórdia.” Irmão Lawrence

Cooperador de Cristo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *