Páscoa com propósito

Após mais de 400 anos de escravidão no Egito, os israelitas bateram em retirada rumo à terra prometida. Moisés liderava o povo e o “Senhor ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite.”Ex (13:21)

O fato interessante é que a viagem aparentemente deveria ser curta, porém durou 40 anos. Isso tudo por diversos motivos, mas quero falar sobre a escolha da rota.
“…Deus não os levou pelo caminho da terra dos filisteus , posto que mais perto, pois disse: Para que, porventura, o povo não se arrependa, vendo a guerra e torne ao Egito. Porém Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do mar Vermelho.”Ex (13:17-18)
Deus não permitiu que fossem pelo caminho mais curto. Vendo todo o resto da história, fico pensando nos motivos de Deus, no propósito para aquele povo, para a humanidade, no propósito de Deus para a minha vida.
Talvez o caminho mais curto os levassem à morte e a não conclusão daquele projeto. Talvez perdessem a coragem ao ver coisas que não estavam preparados para ver.
Talvez durante o caminho mais curto o povo não seria provado o suficiente como no deserto. Quando digo provado, não estou dizendo que Deus estava de sacanagem…não creio num Deus que fica brincando, testando se somos “bons o suficiente”. Primeiro porque Ele sabe exatamente quem somos e sabe que não somos “bons o suficiente”. Tanto que veio nos resgatar…eis aí nossa Páscoa!
Mas somos testados, na minha opinião, para que possamos conhecer mais. Mais sobre nós, mais sobre Deus. Deus já sabe nossa história.
Talvez ainda não tenhamos colocado Deus como nosso guia, Nuvem que orienta, Luz que ilumina. O Espírito Santo está em nós, ou deseja estar. Precisamos permitir que Ele nos guie. Precisamos caminhar sob sua orientação.
Talvez seja necessário passar pelo deserto e viver experiências profundas, aprendendo a se relacionar com Deus e com as pessoas. Aprender que as dificuldades existirão sempre, mas que Deus sempre supre o necessário.
O mais legal é que esse caminho mais longo os levou para um encontro com Deus no Monte Sinai. Talvez você esteja atravessando um deserto e não compreenda o motivo. Você possa estar se perguntando por que tem demorado tanto? E talvez a resposta seja : porque você ainda tem um encontro com Deus.
Eu desejo que todos nós possamos compreender a Páscoa e a esperança da Ressurreição. Que a partir desse entendimento possamos ser gratos e buscar viver uma nova vida. A cada nova manhã, uma nova ressurreição e uma nova vida. Obrigado Senhor Jesus, por tanto amor e por pagar o preço do resgate da vida.
Feliz Páscoa.
Cooperador de Cristo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *