Ortodoxia e Ortopraxia

Na esteira do que disse no domingo o amigo Pablo, fé, ainda que sem conceituação, não se dispensa. É premissa básica no relacionamento com Deus por Cristo.

A fé precisa conter verdade e não pode ser uma falsa-verdade (contrassenso), por isso que se diz que “é preciso crer corretamente”. Não é perda de tempo, portanto, buscar a verdade e compreendê-la. E aqui daremos o nome a esse momento de ORTODOXIA.

Não basta crer corretamente. Não vejo lugar para uma fé ‘ensimesmada’ nas Escrituras. Daí porque a ORTODOXIA deve levar a um “viver corretamente”, a que chamaremos de ORTOPRAXIA. O cuidado com a conduta é destacado por toda carta de Paulo a seu discípulo Timóteo.

O amigo Pablo baseou o seu texto no versículo 1 de Hebreus 11, mas o que me saltou aos olhos desta vez no capítulo foi o versículo 4, no qual se lê: “Pela fé Abel ofereceu a Deus um sacrifício superior ao de Caim. Pela fé ele foi reconhecido como justo, quando Deus aprovou as suas ofertas. Embora esteja morto, por meio da fé ainda fala.” Hebreus 11:4

Que grande impacto isso teve em mim! Quer dizer que a fé fala pela pessoa? Qual seria, então, o meu legado se eu partisse para os braços do Pai hoje?

Que a sua verdade seja a verdade de Deus e que ela implique uma conduta correta. Seja a fé-verdade e a fé-agir o seu maior legado!

Gabriel Lazarotti

Sobre Gabriel Lazarotti

Redimido pelo amor de Deus. Discípulo de Jesus que segue por este Caminho. Um sincero apreciador da criação. Pretenso poeta todo o tempo, advogado e músico nas horas vagas.

Um comentário sobre “Ortodoxia e Ortopraxia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *