Ontem, hoje e sempre…

“EU SOU”.

Foi assim que Deus se definiu a Moisés, um homem de tantas questões que mal conseguia falar, quando lhe disse para levar a nação de Israel de uma terra de sofrimento à terra que ele lhes prometia, lugar de prosperidade e felicidade. (EX 3)

“Verdadeiramente tu és Filho de Deus”.

Estas foram as palavras que os discípulos falaram após andarem algum tempo com Jesus, depois de passarem por diversas experiências de fé. Foi o que disse especificamente Pedro, aquele que seria transformado em rocha pelo Mestre, após andar sobre as águas ao comando de Jesus e ser salvo do afogamento da sua falta de fé. (MT 14)

Deus se manifesta na história da humanidade por todo o tempo.

No início, Ele falava com seu povo através de pessoas que escolhidas para tal – os profetas. Por todo o Antigo Testamento vemos a passagem “assim diz o Senhor”. Falou com Abraão, com Moisés, com Davi, com Isaías e muitos e muitos outros para darem recados à nação que ele amava. Esses recados continham promessas, ordens, palavras de juízo, de perdão e declarações de amor.

Passado algum tempo, chegou a vez de colocar em prática o que de mais profundo aconteceria no plano de salvação da humanidade – “e Deus se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1:14). Jesus foi a manifestação mais clara da presença de Deus porque veio como um de nós. E andou por toda a parte, mostrando na prática todo aquele amor que Deus dizia que tinha pelo ser humano. Mas, naquele tempo, somente conversou com quem encontrou pela frente. Dentre estes, treinou pessoalmente apenas doze para darem início ao que seria a Igreja que hoje conhecemos. Com poucos três, em especial, andou mais próximo e mostrou coisas maravilhosas do Reino de Deus.

Vimos como foi no passado. E hoje? Como ficou? Este post terminaria por aqui se Deus não tivesse mais nada para nos falar. Em Atos, capítulo dois, é narrada a maneira como Deus se derramou nas nossas vidas e passou a viver com cada um de nós. É legal quando observamos que no início Ele basicamente só falava com os profetas, depois falou diretamente com o povo, mas ainda assim não abrangia toda a humanidade. Após o dia de Pentecostes, e hoje especificamente, temos a oportunidade de ver Deus e de falar diretamente com Ele como ninguém conseguiria fazer em outros tempos.

Por tudo isso fico pensando: O que o Espírito Santo falou ao meu coração hoje? Será que tenho vivenciado a presença do Espírito em minha vida? Do mesmo modo como falou com Moisés e com Pedro, hoje Ele quer me dizer algo que não cabe na vida de mais ninguém senão na minha. Qual problema ainda tem me impedido de ver o Espírito mais próximo de mim, me fazendo crescer como pessoa? Seu consolo tem sido suficiente para mim? Por qual motivo parei de lutar contra aquilo que me afasta Dele? O que tenho feito com tudo o que o Espírito me entregou para administrar?

Deus se definiu ao povo como o “EU SOU”. Os discípulos de Jesus disseram que ele verdadeiramente era o Filho de Deus. E você, se fosse questionado por alguém, como gostaria de explicar quem é este Espírito que se faz presente na sua vida todo dia, o tempo todo?

Forte abraço.

Rafael Santtos

Sobre Rafael Santtos

Rafael Santos, Belo Horizonte, 18 de abril de 1984, cristão desde 2012, sonhador, aventureiro, sanguíneo, exortador. E deseja dividir um pouco do que pensa através do Outras Fronteiras.

5 comentários sobre “Ontem, hoje e sempre…

  1. Muito legal, Rafa… Vc resumiu minhas leituras e idéias do dia de hoje…
    Viver pelo Espírito é um desafio pra mim, na verdade ele é a figura mais enigmática da trindade para mim. Gostaria de sentir mais a presença dele no meu dia-a-dia. Mas sei que essa é a vontade de Deus. Falta a minha parte mesmo, o meu esforço, a minha busca…
    bjos!!

  2. Que bom que gostou amanda, foi muito bom pra minha vida pensar nessas coisas.

    AnaLu, acho que devemos só lembrar do Espírito e curtir sua presença, sem muita força.

    Tentei viver o desafio de experimentar “duas semanas no Espirito”. Foi desde que pensei na ideia do post até publicá-lo. Foi tão boa a experiência e quero viver isso todo dia na minha vida agora.

    Valeu pelos coments galere.

  3. acho que tenho um gostinho particular pelo Espírito na trindade… tipo, não que eu tenha preferência entre o três… é difícil explicar! rs…

    mas é muito bom saber que tenho acesso livre a Deus, poder falar com ele diretamente, ouvi-lo, senti-lo, ver suas ações em minha vida… acho que meu sentimento mesmo é de quem está maravilhada, pois não tenho como duvidar da presença dele em mim!

    bom post rafa! =]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *