O discípulo amado

A frase o discípulo quem Jesus amou ou Discípulo amado é usada diversas vezes no Evangelho de  João, mas em nenhum  dos outros evangelhos. Isso sempre me intrigou: quem seria esse discípulo? por que ele é diferente dos outros? De uns anos para cá creio que o próprio João seja o “discípulo amado”, mas não creio que ele tenha sido diferente com relação a alguns dos discípulos mais próximos de Jesus. Para mim a grande diferença de João estava em sua percepção pessoal a respeito de Cristo e seu grande amor. Há tempos atrás eu questionava bastante o meu amor por Deus, isso me deixava, às vezes, muito confiante (“eu amo muito Deus”). Por outro lado, em outros momentos, isso me deixava inseguro e com culpa (“pelas minhas atitudes eu não amo tanto Deus assim”). Aprendi com João que essa não é a forma correta de avaliar nossa relação com Deus. Creio que antes de questionar seu amor para com Deus ele acreditava piamente na promessa de que Deus o amava de forma plena. Para mim essa é a chave para uma vida livre, onde sua identidade e filiação estão seguras em meu coração.

“Quem sou eu? Sou aquele que é amado por Cristo”

Thomas Merton

A pergunta primária não é: “o quanto eu amo a Deus?” e sim “O quanto eu creio no amor de Deus por mim?”. Meditando e respondendo a segunda pergunta eu me torno também  o discípulo amado. E o que é legal é que sou “o” discípulo e não “um” discípulo amado. Isso me leva para uma relação única com Cristo, onde minha real identidade vai aparecendo em um relacionamento de amor e segurança.

Em João 13 o discípulo amado se coloca no lugar preferido de todo o discípulo amado: recostado ao peito de Cristo (vs.25). Este é o lugar mais confortável e seguro para o discípulo amado! Lugar onde se ouve as batidas do coração do Senhor, Salvador e Mestre Jesus!

o discípulo amado

o discípulo amado

O nosso amor é imperfeito, mas o amor de Cristo é perfeito, as batidas de seu coração são regulares, seu amor incondicional e imutável. Que cada um de nós possamos descobrir nossa identidade na promessa de que Deus nos ama! E que isso nos ajude a viver como o discípulo amado!

Compartilhe sua experiência conosco! Você se considera o amado de Deus?

*Sou grato à Brennan Manning, por me influenciar tanto com essas idéias!

Homero Castro

Sobre Homero Castro

Nome: Homero Resende Castro Nasci em 1979 em Belém do Pará, moro em Belo Horizonte desde 1989. Sou formado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Desde 1999 trabalho como missionário na associação Alvo da mocidade. Eu e minha maravilhosa esposa, Camila temos duas filhinhas lindonas, Helena e Elisa, e uma sapeca cadela chamada Leona.

10 comentários sobre “O discípulo amado

  1. *Sou grato à Brennan Manning, por me influenciar tanto com essas idéias! [2]

    Realmente, essas idéias revolucionaram muitas coisas na minha vida cristã! Acho que quanto mais a gente consegue viver na graça de Deus, mais nos sentimos amados. E isso faz toda a diferença no nosso relacionamento com Deus e com as outras pessoas! Obrigado por compartilhar, Homerão!

  2. Muito bacana o post, Homero, me identifiquei muito com ele. Essa expressão sempre me chamou atenção também, mas eu pensava uma coisa tipo “quanto convencimento de João ao referir a si mesmo como ´o discipulo a quem Jesus amava”…

    Mas já tinha formado, claro que com as idéias de outros, rs, uma opinião semelhante ao que você expôs, a diferença talvez de João não era o amor que Jesus tinha por ele, mas a forma como ele percebia esse amor, como ele tinha consciência.

    Eu me considero muito amada por Deus, às vezes eu me pego, por exemplo, preocupada demais com alguma situação, não sei, em casos assim e me lembro do amor REAL e cuidado que Ele, o MAIOR, o REI DOS REIS tem por mim e fico um pouco fascinada, assim… Hehehehehe

  3. É, tenho tido muita dificuldade de acreditar nessas coisas ultimamente e minha pergunta pra Deus tem sido “o que faço para amá-lo mais, o que tenho feito de errado?”. Já tenho visto na teoria – e o post me ajudou ainda mais nisso – que o tenho errado justamente em acreditar que Deus quer que eu creia mais nisso que foi falado, no seu amor único por mim.

    valeu homero e brennan.

  4. Lindo texto Homero…
    Fico muito feliz ao saber do infinito amor de Deus por nós que nos transforma e incentivada a aprender a ter esse amor pelos outros.

  5. que doido Homero! ideias inovadoras. queria saber inovar como vc e o mateus. hehe. sou discípulo amado não por que amo mais, etc, mas entendo o amor incondicional por Deus. isso é tão dificil…to tentando. melhor é descansar no seio de Deus. abrção

  6. Muito legal, Homero. Tenho orado muito pra amar mais a Deus, pra que essa seja a minha motivação para segui-lo e não alguma outra motivação oculta ou interesse pessoal.

    Mas ao ler seu post percebi que preciso orar mais para perceber o quanto Deus me ama. E que isso me basta.

    Obrigada. Bjos.

  7. sempre fui fascinada pela historia de joao,creio q mesmo com temperamento forte amava a jesus me pareçi um pouco com ele..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *