O cordeiro que usava túnica

“Os soldados, pois, quando crucificaram Jesus, tomaram-lhe as vestes e fizeram quatro partes, para cada soldado uma parte; e pegaram também a túnica. A túnica, porém, era sem costura, toda tecida de alto a baixo.” (Jo.19:23)

Jesus estava no madeiro. O cordeiro seguiu para o matadouro como uma ovelha muda. O sacrifício sangrava num altar que tinha forma de cruz.

Ele usava uma túnica. Teria sido um presente de sua mãe? Ela era sem costura, toda tecida de alto a baixo. Os soldados lançam sorte para ver quem iria ficar com ela. Não faria sentido rasgá-la como fizeram com as vestes. A túnica tinha lá seu valor.

O cordeiro era o objeto do sacrifício. A túnica, era a vestimenta própria de um sacerdote.

No sacrifício é assim: o cordeiro morre; o sacerdote mata.

O que isso significa?

Que na cruz Jesus foi (ao mesmo tempo) cordeiro e sacerdote. Morreu e matou. Passivo como cordeiro, ativo como sacerdote.

Deus fez tudo.  Bem próprio da graça.

Nesse caso, graça sobre graça.

Um grande abraço!!!

 

Eduardo Victor

Sobre Eduardo Victor

Mineiro de Belo Horizonte, 33 anos, cristão e missionário em Alvo da Mocidade. Apaixonado pelas Escrituras, tornei-me um sonhador quando descobri que Deus pode nos surpreender com as coisas mais simples e inusitadas desta vida...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *