O Amante, o Amado e o Amor

Creio que a maioria dos problemas enfrentados por nós humanos são consequências de fraturas em relacionamentos. Todo ser humano busca amor, intimidade, comunhão, aceitação e sentimento de pertencimento. No entanto, o que vemos no mundo é indiferença, superficialidade, solidão, rejeição e divisão. Vemos isso com pais cada vez mais egoístas, imaturos e indiferentes com seus filhos. Filhos sem identidade de família, buscando intimidade em pessoas ou situações que não trazem essa identidade. Cônjuges vivendo superficialmente, sem nenhum tipo de intimidade, a não ser a física. Enquanto isso continuamos a seguir modelos falidos, vendidos pelas novelas, filmes e pela mídia e que levam nossa sociedade, cada vez mais, para um buraco cheio de carências, solidão e falta de sentido.

Como fugir disso? Para mim podemos, como cristãos, mudar nossa referência do último psicólogo que  deu sua opinião ¨cientifica¨ no fantástico ou do modo de viver do último mocinho da novela das oito para um relacionamento eterno e pleno. A trindade deveria ser o nosso modelo de relacionamento. Um relacionamento onde encontramos amor, intimidade, comunhão, aceitação e sentimento de pertencimento, ou seja, todos os antídotos para o mal de nossos relacionamentos sociais. Na trindade temos nosso Deus, o amante, na figura de um grande Pai que quer se relacionar com seus filhos em um relacionamento de amor e intimidade. Temos Jesus, o amado, na figura do Filho, um Filho pleno de aceitação, pertencimento, demonstrando tudo isso com honra e obediência a Seu Pai. Temos no Espírito Santo, o amor, a figura do cônjuge, aquele que se relaciona com o homem de forma mais intima, como uma só carne!

Creio que se conseguirmos mudar nossa referência de relacionamento para a trindade podemos transformar nossa vida, nossos relacionamentos e nossa sociedade. O que você precisa aprender com a trindade que impactaria sua vida e seus relacionamentos? Com qual das três facetas de nosso Deus trino você tem mais dificuldade de se relacionar: o Amante, o Amado ou o Amor?

Abraço e até a próxima!

Homero Castro

Sobre Homero Castro

Nome: Homero Resende Castro Nasci em 1979 em Belém do Pará, moro em Belo Horizonte desde 1989. Sou formado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Desde 1999 trabalho como missionário na associação Alvo da mocidade. Eu e minha maravilhosa esposa, Camila temos duas filhinhas lindonas, Helena e Elisa, e uma sapeca cadela chamada Leona.

2 comentários sobre “O Amante, o Amado e o Amor

  1. Sinto-me totalmente necessitado de conhecer e experimentar TUDO da Trindade, Homerão… Não conseguiria definir um Deles, pois me sentiria mal ao pensar no outro… Sei que a vida faz todo o sentido, quando vivida em meio ao grande círculo do Amor, chamado Trindade…
    É assim que tem sido comigo…

    Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *