Não à negligência

Logo após a reconstrução dos muros de Jerusalém, que estavam completamente destruídos devido à tomada da cidade pelo exército babilônico, Neemias conduz os israelitas a tomarem algumas decisões para reorganizar a vida na cidade santa (Ne 10).

“Não casaremos nossas filhas com povos vizinhos”.

“Honraremos o sábado”.

“Daremos anualmente um terço de siclo para o serviço do templo de Deus”.

 “Traremos anualmente ao templo os primeiros frutos de todas as colheitas e traremos o dízimo de todas as nossas colheitas para os levitas”.

“Consagraremos o primeiro de nossos filhos e a primeira cria de nossos rebanhos ao Senhor”.

E comprometeram-se a seguir fielmente e sob juramento essas ordenanças do Senhor.

O interessante é que, dessas decisões, a maioria é relativa ao templo, a “casa de Deus”, que tinha uma enorme importância para o povo judeu por ser o centro da adoração ao Senhor. Por isso, logo após tomarem tais decisões, o povo judeu confirma:

Ne 10:39 “Não mais negligenciaremos o templo de nosso Deus”.

Assim como os muros, o templo também havia sido destruído pelos babilônios, e ficou no chão por aproximadamente 70 anos.

No entanto, apesar da importância do templo, algumas repreensões feitas pelo profeta Ageu mostram que o povo judeu estava ocupado demais para se empenhar na restauração e reorganização do templo.

Muitas tarefas, um futuro incerto, relacionamentos, família para cuidar, compromissos demais, contas para pagar, agenda lotada…

Qualquer semelhança (não) é mera coincidência.

1 Cor 6:19 “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?”

images

Me entristece ter que assumir a minha negligência com o templo, que sou eu mesma!

Ando pela cidade santa e me deparo com um templo claramente necessitado de reparos e cuidados, mas estou sempre preocupada com algo além dele. Que parece mais importante… só parece!

Me entristece assumir que, com muito mais frequência do que gostaria, eu negligencio o meu próprio coração!

Depois de muitas advertências de profetas e líderes enviados por Deus, o povo finalmente decidiu deixar outras ocupações e se empenhar na reconstrução da casa de Deus.

Que hoje você pare e perceba as necessidades do seu coração. Tome decisões relativas ao “templo”! E não mais se permita ser negligente com a própria casa de Deus!

Pv 4:23 “Sobre tudo o que se deve guardar, guarde o seu coração, pois dele procedem as fontes da vida”.

Boa semana!

3 comentários sobre “Não à negligência

  1. Muito legal o post.
    “E comprometeram-se a seguir fielmente e sob juramento essas ordenanças do Senhor.”
    Que possamos tomar a decisão e sermos fiéis.

  2. Muito legal, Quel. Sou muito negligente com o templo, e espero fazer uma grande reforma com uma renovação constante do compromisso com Deus.

    Valeu pelo post.

    Bjo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *