Medo

Acordei no meio desta noite. Um sentimento ruim, como se algo tivesse acontecido. Não era nada, nem mesmo um pesadelo. Era só o medo. Medo de não conseguir. Medo de que não gostem de mim. Medo de que minha segurança seja assaltada. Medo de me sentir mal. Medo de mais uma tempestade. Medo de que Deus permita que algo mal me aconteça. Deus. Me esqueci Dele por um momento. Esqueci da esperança de que tanto Ele me fala. Esqueci da fé! Medo versus fé. Fé que Ele está com o leme do barco da minha vida. Fé de que Ele é meu amigo. Fé de que Ele tem sonhos para mim. Fé nos dias melhores que Ele me promete. Fé de que com Ele posso dormir tranquilo. Acordei muito bem esta manhã.

Rafael Santtos

Sobre Rafael Santtos

Rafael Santos, Belo Horizonte, 18 de abril de 1984, cristão desde 2012, sonhador, aventureiro, sanguíneo, exortador. E deseja dividir um pouco do que pensa através do Outras Fronteiras.

5 comentários sobre “Medo

  1. bacana Rafa…

    Sem a fé, nossa tendência é deixar o medo nos paralisar. E paralisados nos tornamos infrutíferos. É a fé que nos faz levantar da cama, para o barco chegar ao seu destino, meu amigo.
    Abraço

  2. O medo é bem característico da natureza humana. Mas a noite pode deixá-lo mais forte, mais tenebroso e maior do que ele realmente é. Que nós possamos enfrentar as “noites” das nossas vidas com a consciência de que o medo existe, mas a manhã chegará e fará possível ver sua dimensão com mais clareza. Mesmo porque muito do que tememos nem chega a se concretizar… Que a gente saiba manter os olhos fixos em Deus, mesmo quando as noites parecem longas e o medo parece nos dominar!

  3. Nossa Aline, que bonito! Acho que vou substituir o post pelo seu coment. Que realmente possamos fazer das noites de tempestade momentos para nos aproximar ainda mais de Deus e que nunca nos esqueçamos que a manhã já está ali, quase chegando.

    bjo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *