Da medo do medo que da

O que é o medo? Para alguns, falta de fé. Para outros, um receio. Para o tio do Chico Buarque, ausência de coragem, dentre outros significados. Manifesta-se de diferentes formas – desde certo receio ao extremo pavor. É uma emoção, mas pode se transformar num estado de espírito ou até mesmo num traço da personalidade, de acordo com a maneira como ele é tratado.

Todos nós sentimos medo. Medo do escuro, medo de fantasma, de altura, de ficar sozinho em casa, de escolher, de errar, de andar de noite na rua, do desconhecido, de avião, de viajar de carro com aquele tio meio doido, de não ser amado, de escolher a pessoa errada e até de morrer solteiro. O medo pode ser visto como um vilão que tenta nos roubar o sono ou como um amigo que tenta nos alertar de um perigo. Alguns tem medo da morte e outros, da vida.

Hitler tinha medo de dentista (e tinha mal hálito, registre-se). Ghamdi tinha medo de serpentes, fantasmas e ladrões. Eu tive medo de ficar sem amigos, de não passar no vestibular, de ficar desempregado depois de formado, de visitar uma atividade mineraria no Pará, de não ser feliz com na vida. Josué, sucessor de Moisés a caminho da conquista de Canaã, também teve medo – medo de ser derrotado pelo povo mais forte que o aguardava na nova terra, medo do próprio povo que liderava, medo do desconhecido. Medo do desconhecido… Por vezes o temor está aliado à pré-ocupação.

Tudo bem que o medo seja normal, mas o que fazer com ele? Sinceramente, não sei. O que ouvi sobre ter fé foi o que mais me ajudou até hoje. Ainda assim me pego num pavor paralisante de vez em quando. Acredito que Jesus também experimentou um pouco disto antes de ser entregue para apanhar e morrer nas mãos dos soldados romanos. E a maneira como ele se entregou a Deus naquele jardim é, no mínimo, inspirador. Imagino como o Filho confiava no Pai quando passou por medo. Gosto de ver como Deus tenta encorajar Josué contra seu medo. Foram aproximadamente sete vezes, narrados entre os livros de Deuteronômio e do próprio Josué, quatro delas só no capítulo um deste.

 “Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares.”

(Josué 1:9)

O lhe causa medo hoje? Por qual motivo você sente medo? Como tem lidado com seu medo? Para quê Deus tem lhe chamado e você tem reagido com medo?

Deixo aqui o registro para um pouco de filosofia a respeito do medo do medo que da.

Que as palavras de Deus a Josué, tão bem compreendidas por Jesus, fale hoje aos nossos corações.

Rafael Santtos

Sobre Rafael Santtos

Rafael Santos, Belo Horizonte, 18 de abril de 1984, cristão desde 2012, sonhador, aventureiro, sanguíneo, exortador. E deseja dividir um pouco do que pensa através do Outras Fronteiras.

2 comentários sobre “Da medo do medo que da

  1. Muito bom o post, Rafa. Tenho medo de mtas coisas tbm… Devemos, a cada dia, aprender a confiar em Deus e suas promessas. (:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *