A maior tática

Duas histórias muito conhecidas e parecidas.

Pedro fora alertado: “Ainda esta noite, antes que o galo cante, três vezes você me negará”. Surpreso, declarou que se fosse preciso até morreria com o Senhor.

Judas também estava presente quando Jesus revelou diante de seus discípulos: “certamente um de vocês me trairá”, ao que impetuosamente negou.

Histórias bem conhecidas e similares.

Pouco tempo depois, Pedro de fato negou seu Mestre 3 vezes. Judas o trocou 30 moedas de prata.

Pedro foi motivado por covardia e medo; Judas, por ganância e orgulho.

Após o cantar do galo, o olhar direto e penetrante para Pedro. Após o beijo vendido, a graciosa pergunta do Mestre: “Amigo, o que o traz?”.

Então ambos tomam consciência do pecado e reconhecem o erro cometido.

Até aí as semelhanças são muitas. A diferença está no desfecho da história.

Pedro se arrepende e chora amargamente. Judas sente remorso e enforca-se!

Pedro se voltou para seu Senhor, e tomando posse do perdão gratuito oferecido, experimenta transformação e redenção. Judas encerrou-se em seu próprio eu, e remoendo-se em desprezo pelo que tinha feito, escolhe a morte.

A tristeza segundo Deus não produz remorsomas sim um arrependimento que leva à salvação, e a tristeza segundo o mundo produz morte. (2 Coríntios 7:9-10)

Até hoje o inimigo tem ganhado muitos através dessa tática. Produzir remorso é uma das suas mais poderosas armas! Ele tenta nos convencer de que confessar uma vez ainda é insuficiente; que depois de uma semana de alguns pecados não resolvidos, não faz sentido tentar voltar para o Senhor no domingo; que Deus não é capaz de perdoar de novo o pecado já cometido tantas vezes; que após um dia inteiro sem falar direito com Ele, é vergonhoso esboçar qualquer súplica no fim do dia.

Há mais cristãos que saem da fé por estarem afundados em culpa e autocondenação do que podemos imaginar. Vivem o desespero, a intranquilidade e a ruína, enquanto o pai da mentira ri, satisfeito por ter mais uma vez te convencido de que o amor de Deus não é tão grande a ponto de cobrir todos os seus pecados.

O único pecado contra o qual podemos lutar é o pecado perdoado! Foi em posse desse perdão que Pedro foi transformado a ponto de alguns anos depois morrer pelo seu Senhor.

A traição diária do nosso Senhor é certa, infelizmente. Mas contra essa poderosa arma do inimigo, a poderosa graça de Deus nos convida a tomar posse do perdão de novo…e de novo…e mais uma vez!

Em quem você vai  acreditar?

5 comentários sobre “A maior tática

  1. Parabéns pelo excelente texto, Quel. Obrigado por me lembrar dessas ideias. Desejo muito viver o arrependimento diário.

    Bjo

  2. Nossa Quel! Fantástico o seu texto, muito obrigado! =) a reflexão que ele propõe é algo pra ser lembrado todo dia. Muito fácil se perder no Eu, quando não se olha pra fora, para perceber o amor incondicional de Deus, Beijo

  3. Muito bom saber que essas ideias mexeram com vocês tanto quanto mexeram comigo…
    Que Deus nos proteja da mentira de termos que viver em culpados e afundados em desgosto por nós mesmos!!
    Brigada pelos comentários!!
    beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *