A lógica da Esperança

Esperança só faz sentido no contexto cristão, sem o qual ela perde o seu significado. É uma das três virtudes que organizam a existência cristã.

Dito isso, lembrei-me de uma conversa recente que tivemos eu e o Homero. Falávamos a respeito do quanto essa geração que se encontra entre os 20 e 30 anos é ansiosa em vários aspectos, especialmente na área sentimental/relacional, onde também me incluo. O curioso é notar que essa ansiedade revela uma carência afetiva que nos leva a tomar decisões meio precipitadas.

É que o homem e a mulher contemporâneos tem dificuldades com projetos de longo prazo. Afinal, ninguém gosta de esperar por nada, certo? A mera demora no whatsapp já configura grande ofensa. Imagine se a espera for por coisas mais importantes? Então, o sofrimento será ainda maior. Chamamos de PRESENTISMO aquilo que desvela nossa relação desequilibrada com o tempo.

Surge a seguinte questão: como lidamos internamente com o tempo?

O presentismo não deveria ser parte da vida do cristão, para quem o tempo já se encerrou em Cristo. A contagem e a percepção do tempo para os que estão firmados em Jesus são diferentes, porque cheias de Esperança.

Note que a Esperança é o que está adiante de nós, é o que nos leva a caminhar para um futuro que existe, que é certo e que legitima a jornada, porque é algo melhor do que existe hoje.

A Esperança nos faz lidar do jeito certo com o tempo e ajusta a nossa forma de viver ao relógio divino. Ter esperança envolve convicção e paciência. Portanto, é algo tão importante que não pode ser apenas um sentimento, mas a virtude em torno da qual devemos organizar nossa existência.

A ansiedade e a carência na área sentimental/relacional ficam mais evidentes no momento em que desejamos tudo para ontem, quando buscamos pretensiosa e incansavelmente pelo outro ou outroS. Importante mesmo é orar, discernir e ter foco.

Não queremos com isso defender que a Esperança é uma postura passiva, antes é atitude, é o que temos dito: uma atividade de descanso no Senhor. Tudo o que aqui escrevemos serve para todas as dimensões da vida, embora tenhamos elegido apenas uma para melhor compreensão.

A esperança cristã não é falta, é expectativa. Ela ajuda o cristão a desenvolver uma estrutura moral de paciência, a lidar com sentimentos, com a frustração e contribui para a reinterpretação do sofrimento.

Olhe pra Jesus e lembre-se para onde você tem caminhado e que a Esperança fecha o quadro de nossas vidas, dá sentido para as coisas e nos leva a ter uma gratidão autêntica.

Gabriel Lazarotti

Sobre Gabriel Lazarotti

Redimido pelo amor de Deus. Discípulo de Jesus que segue por este Caminho. Um sincero apreciador da criação. Pretenso poeta todo o tempo, advogado e músico nas horas vagas.

4 comentários sobre “A lógica da Esperança

  1. Tenho pensado muito em esperança nos últimos tempos e isso resume bastante “Ela ajuda o cristão a desenvolver uma estrutura moral de paciência, a lidar com sentimentos, com a frustração e contribui para a reinterpretação do sofrimento”.. O grande desafio é te-la de forma plena e a partir daí usufruir dos seus benefícios!

    Obrigada pela reflexão!

  2. Oi Bruna! Viver em plenitude todos os aspectos da Esperança é um bom desafio mesmo…

    Senhor, amplia o horizonte de nossa Esperança!

  3. Gabriel, estive pensando enquanto lia o seu texto…a esperança é algo que vem no pacote quando o Cristão crê na mensagem no Evangelho? Ou como todas as outras virtudes pra serem virtudes precisam ser exercitadas e desenvolvidas? Hm. Minha cabeça deu um boom aqui. Seria a esperança uma virtude diferente da honestidade por exemplo? Explico. Para alguém ser considerado honesto ele precisa andar na prática da honestidade. Como seria esse andar na prática da esperança? Ou ela é uma virtude que já está em nós quando nascemos de novo? Ou ela é os dois? Já está plantada em nós e ao mesmo tempo precisa ser desenvolvida? Aí eu acho que super oscilo entre ter esperança e não ter. ..

  4. Laura,
    Acredito que a espera pelos acontecimentos sem uma ação, interrompa um processo.. Fé olha o agora, acredita e confia sem evidências. A esperança porém, vislumbra o futuro, é um sentimento que vem com a possível probabilidade no tempo que há de vir.
    Eu construo alicerces para a minha esperança todos os dias, para conseguir enxergar um caminho seguro pra acreditar e ter fé (hoje), no amanhã. E isso se dá através de várias coisas… Assim como adquirimos a fé pelo ouvir da palavra de Deus, adquirimos a esperança colocando em prática a palavra, que nos leva a acreditar e confiar no nosso trabalho hoje, com esperança no futuro!
    Espero ter ajudado a esclarecer com essa minha maneira de enxergar a constância da esperança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *