A garagem

Quarta feira. Era mais um dia de estudo. Éramos seis no grupinho. Todos diante das Escrituras. Estávamos assentados numa das vagas de um carro, numa garagem do bairro Gutierrez, em Belo Horizonte. O texto daquela quarta feira era Marcos 4.

“O reino de Deus é assim como se um homem lançasse a semente à terra; depois, dormisse e se levantasse, de noite e de dia, e a semente germinasse e crescesse, não sabendo ele como. A terra por si mesma frutifica: primeiro a erva, depois, a espiga, e, por fim, o grão cheio na espiga.” (Mc.4:26-28)

Ninguém consegue compreender o Reino de Deus. Ele não cabe nas nossas mentes. É maior do que conseguimos imaginar. Excede o nosso entendimento.

É exatamente por isso que Jesus sempre diz que o Reino de Deus é “como” alguma coisa. Ele usa metáforas. Não existe algo na existência humana que possa traduzir o Reino. Por isso, o Reino é “como” ou, conforme a parábola, “assim como”.

Existem, pelo menos, duas coisas sensacionais que Jesus está ensinando aqui:

1°) As coisas acontecem sem que os nossos olhos vejam e a maior eficácia do Reino de Deus está exatamente quando você tira as mãos. Deus é quem faz. Todo o tempo. O homem apenas lança a semente. O que acontece depois disso é invisível e inexplicável.

2°) Deus não ignora que a vida é cheia de processos. Primeiro a erva. Depois a espiga. Por fim, o grão cheio na espiga. A vida é alicerçada em fases. Deus sabe disso. Nós é que nos esquecemos dessa verdade um tanto quanto óbvia.

O que Deus está fazendo nesse exato momento? Você saberia dizer o que está acontecendo embaixo da “terra”? 

Se a vida é caracterizada por fases, por que tanto desespero? Por que tomar decisões pautadas nas fases e não em valores?

Porque as fases mudam! Os valores não…

E o que Deus faz, a gente até tenta explicar… Mas fica uma sensação gigante de que não estamos conseguindo traduzir a realidade de maneira plena. Tipo eu, tentando te falar o que aconteceu naquela garagem.

Um grande abraço!!!

Eduardo Victor

Sobre Eduardo Victor

Mineiro de Belo Horizonte, 33 anos, cristão e missionário em Alvo da Mocidade. Apaixonado pelas Escrituras, tornei-me um sonhador quando descobri que Deus pode nos surpreender com as coisas mais simples e inusitadas desta vida...

Um comentário sobre “A garagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *