Flutuação

Acabo de chegar de uma viagem à Bonito no Mato Grosso do sul. Indico a todos! Mas um passeio me levou a refletir algumas coisas que gostaria de compartilhar com vocês! O passeio se chama flutuação e, no meu caso, foi feito no rio Sucuri. O passeio consiste em descer o rio durante 1 hora admirando toda a riqueza subaquática. Foi uma experiência fantástica. Mas para que ela acontecesse da melhor forma tive que me preparar de duas formas: Me equipando e colocando em prática as orientações do guia.

Flutuação no rio Sucuri

Em termos de equipamento precisei usar 3 acessórios: Uma roupa de mergulho, um colete e um Snorkel. Todos tem sua importância: Sem  roupa o frio me tira o prazer do passeio, sem o colete não consigo flutuar e sem o Snorkel não consigo admirar e nem respirar! Esses itens são obrigatórios para que o passeio seja feito, e é de minha responsabilidade colocá-los e usá-los.

Quanto às recomendações do guia preciso ouvir e colocar em prática para curtir o passeio. Sabe quais são elas? Fique parado, deixe a correnteza te levar. Seus esforços podem atrapalhar a visualização do caminho, pode levantar sujeira. Não pise no chão, não faça movimentos bruscos com o braço … deixe a correnteza te levar e curta.

Quantas vezes não quis mudar o caminho. Quantas vezes não esperneei, sujando toda a água e me impedindo de ver e admirar o caminho! Muitas vezes ouço Deus falando comigo: “Fique parado, deixe a correnteza te levar!”

E você? Como tem vivido? Se deixando levar, equipado com os acessórios ou “bagunçando”o caminho, sem os acessórios necessários?

Coloque os acessórios e vamos flutuar!

Homero Castro

Sobre Homero Castro

Nome: Homero Resende Castro Nasci em 1979 em Belém do Pará, moro em Belo Horizonte desde 1989. Sou formado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Desde 1999 trabalho como missionário na associação Alvo da mocidade. Eu e minha maravilhosa esposa, Camila temos duas filhinhas lindonas, Helena e Elisa, e uma sapeca cadela chamada Leona.

8 comentários sobre “Flutuação

  1. que doido isso! eu bagunço demais o caminho! noh! que doido! muito mesmo…
    olhar para as coisas simples e tirar essa conclusão, vc é mestre nesta arte.
    abraço amigo!

  2. “Fique parado, deixe a correnteza te levar. Seus esforços podem atrapalhar a visualização do caminho, pode levantar sujeira.”

    Como já disseram antes, muito legal, Homero!

  3. Nossa, até arrepiei quando li. Muito forte! Confesso que estava dando uma olhada no blog e nem ia ler esse post. Ainda bem que eu li! Deus sempre me fala pra deixar ”a correnteza me levar” e dificilmente obedeço. Vou praticar! hehehe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *