Evangelho de João – Introdução

Vou começar a fazer um estudo do Evangelho de João aqui nas sextas feiras. Minha idéia é começar com João e ir passando de livro em livro, até que terminemos toda a bíblia 😀 (talvez  daqui a uns 25 anos? rs).  Será? Vamos ver no que que isso dá….

Enfim, creio que o estudo de qualquer livro da bíblia deve ter um objetivo claro: o amor. Desenvolvendo nosso amor por Deus e pelos homens, o resto é consequência – afinal, não deve ser atoa que o próprio Cristo resumiu todas os mandamentos apenas nesses dois (Mt22:34-40).

Ora, se o foco é o amor, o foco não pode ser o conhecimento. Creio que nunca devemos estudar algo apenas pelo conhecimento. A luz dos dois grandes mandamentos (Mt22:34-40), esse ato se torna vão.

Ora, não estou desprezando o conhecimento – estou desprezando o conhecimento como fim. O amar envolve conhecer, mas como um meio. Eu diria até mais: amar implica conhecer (IJo4:7,8). Não tem como amarmos alguém sem conhecer esse alguém – principalmente no caso Deus.

Enfim, para um cristão, no meu ponto de vista, o amor sempre deve ser o fim e o meio, em qualquer coisa que façamos, em qualquer lugar, em qualquer época. E é nessa abordagem que quero seguir. E é nesse contexto que entra o apóstolo João.

Alguém que reinvindicou para si próprio o título de o discípulo amado (Jo21:20-24). Alguém que viu e sentiu o Amor Verdadeiro. Não só viu e sentiu, mas foi o apóstolo que mais presenciou esse amor.

E é exatamente por essa motivação que ele escreve o evangelho. Em Jo20:31, fica claro que João queria que nós, leitores, também vivessemos a vida de amor que só Jesus pode nos proporcionar e que ele presenciou e vivia.

E, para nos auxiliar nessa caminhada, ele foca bastante em dois pontos durante todo o seu livro: a identidade e a missão de Jesus. Isso por que ele sabia que se entendessemos melhor o Amor Verdadeiro por nós, se cressemos verdadeiramente Nele, seria natural tentarmos vivermos com e pelo O Mesmo.

Podemos inclusive dividir o Evangelho de João nesses dois enfoques: o chamado “Livro dos Sinais” (capítulos 1 a 12) – no qual João nos revela o identidade e origem divina de Jesus com a descrição de inúmeros sinais;  e o chamado “Livro da Glória” (capítulos 14 em diante) – no qual João muda o foco para a revelação de Jesus, para seus discípulos, em toda sua profundidade e glória. Mas esses pontos nós vamos desenvolver melhor durante os próximos meses…

Estou animado. Vocês topam descobrir comigo o que o discípulo amado tem a nos falar sobre a vida de Jesus e a vida que ele (João) desejava que vivessemos? 😀

15 comentários sobre “Evangelho de João – Introdução

  1. Mateus, depois desse primeiro post, pode ter certeza que também estou muito animada para aprender com vc um pouco mais sobre o evangelho de João! Legal demais!! Parabéns pelas idéias! : )
    Bju

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *