Eu individual

Das tantas da caminhada cristã, sou admiradora do papel fundamental que exercem as referências sobre nossas vidas. Da maneira indiscutivelmente sábia que nos foi dado o privilégio de o ser e também ter. E do amor de Deus personificado.

E é nesse contexto de admirações que dois personagens me saltaram os olhos. O filho de Ana, menino Samuel, que servia a Deus e crescia em estatura e graça diante dos homens e de Deus, supervisionado por Eli , o profeta, nos dias em que as palavras do Senhor eram muito raras e as visões não eram frequentes.

O texto de 1 Samuel 3 me chama muita atenção. Pelo relacionamento tanto quanto pelo chamado individual e pessoal de Deus.

As Escrituras contam que o Senhor chamou a Samuel por três vezes e, por três vezes Samuel foi até Eli, “Ora, Samuel ainda não conhecia o Senhor. A palavra do Senhor ainda não lhe havia sido revelada.” (1 Samuel‬ ‭3‬:‭7‬ NVI)

Aqui, o meu apreço pelo relacionamento admirável, que acrescenta, ensina e ama. Acredito que assim seja com as nossas referências, prontos e obedientes, aprendemos atender as suas palavras muito sábias e cuidadosas. Samuel era assim, ao primeiro chamado não reconhecido de Deus, ele acreditou ser a voz de Eli e respondeu: “aqui estou. E correu até Eli.”. Por uma segunda e terceira vez, Samuel se levantou e foi até Eli, pois este o havia chamado.

E foi então que “Eli percebeu que o Senhor estava chamando o menino e lhe disse: “Vá e deite-se; se ele chamá-lo, diga: ‘Fala, Senhor, pois o teu servo está ouvindo’ ”. Então Samuel foi deitar-se. (‭1 Samuel‬ ‭3‬:‭8-9‬ NVI)

Eli conhecia a Deus. Da instrução o menino foi direcionado a própria Voz. Sem intermédio ou interpretação, era Samuel e o próprio Deus. Ali, meu apreço pelo chamado individual e pessoal de Deus.

“O Senhor voltou a chamá-lo como nas outras vezes: “Samuel, Samuel!” Samuel disse: “Fala, pois o teu servo está ouvindo”. E o Senhor disse a Samuel:..”(‭1 Samuel‬ ‭3‬:‭10-11‬ NVI)

Aprendo e reaprendo sobre a alegria e o presente de encontrar vestígios do conhecimento e caráter de Deus no outro. Do aprendizado inerente e do auxílio bem-vindo e adorável. A personificação. Indiscutível e primordialmente, da necessidade de reconhecer a voz de Deus através dos nossos próprios ouvidos.

Então Eli disse: “Ele é o Senhor; que faça o que lhe parecer melhor”. Enquanto Samuel crescia, o Senhor estava com ele e fazia com que todas as suas palavras se cumprissem. (‭1 Samuel‬ ‭3‬:‭8-9, 18-19‬ NVI)

Lari

Sobre Lari

Nome: Larissa Martins Mendes. Belo Horizonte, 1992. Hoje, aos 22 anos de idade é estudante de Letras Inglês na Universidade Federal de Minas Gerais & dedica seu tempo trabalhando com o ministério para jovens, Alvo da Mocidade, com o enorme amor que tem por eles e pelo Evangelho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *