Espinho

Três vezes roguei ao Senhor para que retirasse o espinho. Acredito que já tenha suplicado mais de três vezes, na verdade.

Após tantos anos de caminhada cristã, após tanta luta, grandes vitórias, ele ainda está presente. Não tenho nada em mim que por mim possa exaltar. A dor é imensa. Quem pode com ela? Talvez seja a cruz que Cristo disse que teria que carregar. Não sei ao certo. Já lutei, já briguei, já jejuei, ja pedi a todos os amigos para que orassem por mim, já passei noites em claro e ele ainda incomoda. Tenho uma enorme vontade de arrancar meu coração e um pedaço do meu cérebro fora para ver se resolve. É complicado, só quem tem um espinho na carne sabe do digo.

Ao mesmo tempo e felizmente, se dissesse que em nada evoluí estaria mentindo. Hoje já não sou aprisionado pelo espinho como antes de crescer com Cristo. Tenho, no entanto, muito medo ainda de que me sufoque e me tire do Caminho, tamanho é o incômodo.

Pergunto a todo o tempo por que eu, será que é só comigo, quando terá fim… Mas o Senhor apenas me responde “minha graça lhe basta, o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Então tiro disto proveito, fazendo da minha relação com Cristo mais profunda e tentando nele me alegrar.

Hoje compartilho mais minhas dúvidas e um pouco da minha vida do que qualquer doutrina ou reflexão. Sinta-se livre para comentar e dividir suas experiências comigo.

Rafael Santtos

Sobre Rafael Santtos

Rafael Santos, Belo Horizonte, 18 de abril de 1984, cristão desde 2012, sonhador, aventureiro, sanguíneo, exortador. E deseja dividir um pouco do que pensa através do Outras Fronteiras.

5 comentários sobre “Espinho

  1. muito bacana o texto fael! durante muito tempo pedi a Deus que retirasse o espinho, mas ele não retirou. e agradeço, pois mesmo com esse encomodo tenho aprendido a Viver! =)

  2. Faço das suas palavras as minhas!! (exceto pelos “tantos anos de caminhada cristã” xD)

    Engraçado como repito pra mim mesma que tenho fé que essa dor um dia acaba, e como muitas pessoas ao me verem sofrendo, mesmo sem saber o motivo, me dizem: fica tranquila, tudo passa…

    Mas já me chamaram a atenção também para uma possibilidade: e se não passar? E é assim que tenho tentado viver ultimamente, aceitar e aprender a lidar com isso… pois afinal sei que pode passar ou não, e não posso deixar de viver por causa disso, certo? Paulo tinha um espinho na carne e fez um trabalho maravilhoso pra Deus, inclusive reconheceu a importância do espinho para não deixá-lo gloriar-se das suas revelações.

    Graças ao meu espinho, tenho aprendido a buscar e aceitar ajuda das pessoas, tenho aprendido a conhecer e conviver com meus limites, e tenho amadurecido muito no meu relacionamento com Deus, pois nos meus momentos de “espinho” é quando tenho a maior dificuldade de amar a Deus e ao próximo. Acho que é uma boa resposta para: por que eu? qual o propósito de Deus com isso?

    De qualquer forma, parei de lutar e me revoltar com a situação (claro que às vezes tenho recaídas =P). Ao invés disso, procuro aproveitar a situação para me aproximar de Deus e das pessoas, e aprender a amar enquanto preciso ser amada. Se vai acabar um dia ou não, Deus sabe, não quero me preocupar mais com isso.

    Tamo junto, Rafa! 😉

  3. Tamo junto lua. Só não acho que Deus coloque espinhos nas nossas vidas para aprendermos, mas sim os usa para nosso bem.

    Seu comentário valeu um post novo, obrigado por dividir sua experiência e agregar valor às minhas humildes palavras.

    bjo.

  4. Eu percebi que o tamanho do meu comentário se compara ao do seu post! xD

    Eu vi agora que a forma como escrevi dá a entender q eu creio q Deus colocou o espinho de propósito para que eu aprendesse tais coisas. A verdade é que sei lá, nos meus bons anos pensando nisso minha cabeça só deu milhões de nós e eu não cheguei a nenhuma conclusão, a não ser o que vc disse: que Deus pode USAR os espinhos para nos ensinar. Pensando bem, acho que no fundo “por que eu?” e “com qual propósito?” são perguntas, no momento, sem resposta. Já perguntei pra Deus mil vezes e vi que ele quer q eu pare de tentar entender tudo, de tentar achar explicação racional pra td, e simplesmente aceite alguns fatos e lide com eles.

    Obrigada pelos versículos! =] Eu creio que NESSE DIA, todo o sofrimento terá fim… =] aí sim, vai passar! 😉

    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *