Erros Indeléveis

Ele era um bom cristão! Além de suas obrigações como pai de uma família de sua esposa e três filhos, nosso amigo oculto tinha um coração de fé, fazia suas orações e lia a bíblia com regularidade. Em sua igreja, era sempre solícito e servil. Um cristão como eu e você, que luta diariamente para viver perto de Deus. Mas assim como eu e você, nosso amigo oculto é também atormentado por suas inclinações carnais, e em um dia de fraqueza, acabou cedendo aos avanços de uma colega de trabalho. Depois do horário, num happy hour despretensioso com a turma, acabou tomando umas cervejas a mais e saiu dali para a casa de outra mulher que não a sua, e teve relações com uma mulher que não a sua.

Claro, como cristão consciente que os pecados devem ser trazidos para a luz, se confessou, para Deus e para sua esposa. Passou por momentos de angustia e dúvida, de amargo arrependimento e questionamentos severos sobre seu comportamento. Foi censurado e seu caráter foi colocado em cheque. Perdeu parte de sua boa reputação e seu nome ficou manchado.

Mas seu arrependimento era genuíno e verdadeiro, e por isto, foi perdoado por Deus e pela esposa. Aparentemente, sua vida voltaria ao normal. Mas não foi isso que aconteceu. A tragédia ficou maior pois ele acabou engravidando uma mulher que não a sua. Ele teria um filho fora do casamento. Um filho que cresceria sem ter um pai presente, num lar forjado no adultério, e mesmo sendo inocente deste pecado, sofreria na pele as consequências da falta grave de seu pai e sua mãe.

Apesar de ser uma ficção levemente baseada em fatos reais, a historia de nosso amigo oculto ocorre todos os dias, de diversas maneiras diferentes, com muitos cristãos ao redor do mundo. Muitas vezes, quando pecamos, temos a certeza do perdão e a certeza de que Deus e nossos amigos mais próximos hão de nos perdoar. E geralmente eles nos perdoam. Mas o que muita gente se esquece é que mesmo os pecados perdoados tem consequências. Mesmo os pecados esquecidos por Deus, deixam marcas permanentes em nós e nos outros, que não poderão ser apagadas. Mais ou menos como nós sofremos as consequências de Adão e Eva, ou como judeus e muçulmanos sofrem as consequências da loucura de Abraão.

Nosso homem fictício não perdeu sua salvação, pois não há pecado que não possa ser lavado no sangue de Cristo. Mas sua atitude impulsiva, típica dos homens, típica de pessoas como eu e você, pecadores e carnais, trouxe consequências definitivas para muitas pessoas ao seu redor.

Algumas consequências não podem ser amenizadas nem mesmo pelo perdão de Deus, e irão nos doer para sempre. E o pior. Irão doer em pessoas que amamos.

Pense nisto.

Um abraço!

2 comentários sobre “Erros Indeléveis

  1. Pablo, muito obrigado. Que texto legal e que mensagem bíblica! É verdade que vivemos debaixo da graça, mas as nossas escolhas tem sim consequências. E como tem…

    Parabens! Um abração!

  2. “Algumas consequências não podem ser amenizadas nem mesmo pelo perdão de Deus, e irão nos doer para sempre. E o pior. Irão doer em pessoas que amamos.”

    Concordo com tudo, sem por nem tirar, amigão!

    Nada supera o pecado, quando o assunto é a capacidade de nos fazer sentir dor.

    Valeu pelo post! Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *