Entre espinhos

Tenho o privilégio de me reunir com alguns amigos toda segunda feira para estudar a bíblia. São homens bons, que lutam para viver a fé cristã e que me ajudam muito nas minhas batalhas.

Semana passada estudamos a famosa parábola do semeador;

“E outra vez começou a ensinar junto do mar, e ajuntou-se a ele grande multidão, de sorte que ele entrou e assentou-se num barco, sobre o mar; e toda a multidão estava em terra junto do mar.
E ensinava-lhes muitas coisas por parábolas, e lhes dizia na sua doutrina:
Ouvi: Eis que saiu o semeador a semear.
E aconteceu que semeando ele, uma parte da semente caiu junto do caminho, e vieram as aves do céu, e a comeram;
E outra caiu sobre pedregais, onde não havia muita terra, e nasceu logo, porque não tinha terra profunda;
Mas, saindo o sol, queimou-se; e, porque não tinha raiz, secou-se.
E outra caiu entre espinhos e, crescendo os espinhos, a sufocaram e não deu fruto.
E outra caiu em boa terra e deu fruto, que vingou e cresceu; e um produziu trinta, outro sessenta, e outro cem.
E disse-lhes: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
E, quando se achou só, osque estavam junto dele com os doze interrogaram-no acerca da parábola.
E ele disse-lhes: A vós vos é dado saber os mistérios do reino de Deus, mas aos que estão de fora todas estas coisas se dizem por parábolas,
Para que, vendo, vejam, e não percebam; e, ouvindo, ouçam, e não entendam; para que não se convertam, e lhes sejam perdoados os pecados.
E disse-lhes: Não percebeis esta parábola? Como, pois, entendereis todas as parábolas?
O que semeia, semeia a palavra;
E, os que estão junto do caminho são aqueles em quem a palavra é semeada; mas, tendo-a eles ouvido, vem logo Satanás e tira a palavra que foi semeada nos seus corações.
E da mesma forma os que recebem a semente sobre pedregais; os quais, ouvindo a palavra, logo com prazer a recebem;
Mas não têm raiz em si mesmos, antes são temporãos; depois, sobrevindo tribulação ou perseguição, por causa da palavra, logo se escandalizam.
E outros são os que recebem a semente entre espinhos, os quais ouvem a palavra;
Mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera.
E estes são os que foram semeados em boa terra, os que ouvem a palavra e a recebem, e dão fruto, um trinta, e outro sessenta, e outro cem.”
Mc (4:1-20)

Conversamos sobre os tipos de solo e concluímos que em nossas vidas, passamos por diversas fases, podendo nosso coração, ou nosso solo, se encontrar de diferentes maneiras.

Confessei que meu solo se encontra repleto de espinhos, que sufocam as coisas de Deus. O cuidado com as coisas do mundo, especificamente o trabalho e as adaptações que a chegada da Duda exigem, estavam deixando tudo muito bagunçado.

O resultado dessa inversão de prioridades é uma vida desregrada, indisciplina com as leituras e com os momentos de comunhão, orações superficiais e egoístas, além de uns quilinhos a mais e uma latinha envelhecida.

Graças te dou, Senhor, porque tu és o Deus da misericórdia. O Deus que usa qualquer situação para reorganizar as prioridades.

Segunda feira é o dia internacional da dieta, e nesta segunda, iniciei a minha com um excelente acompanhamento nutricional.

Essa nova rotina exige disciplina e esforço, e isso será usado por Deus para tirar espinhos, fazendo do meu coração solo fértil. A motivação maior sempre será servir ao Senhor.

Bom levar tudo para Aquele que nos alivia. Bom saber, que mesmo entre espinhos podemos ver luz e ter irmãos que são como jardineiros, realizando a boa obra do Senhor.

Como anda seu coração?

Cooperador de Cristo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *