Diferentes perspectivas

Gosto muito quando Paulo, pelo Espírito de Deus, revoluciona a forma como enxerga o mundo. O fato dele encarar com alegria as adversidades serve como exemplo para cada um de nós, porque, aliás, as Escrituras foram escritas para nossa instrução, como sabemos de Romanos. No contexto do excerto a seguir, Paulo menciona não ter sido escândalo para ninguém para que seu ministério não caísse em descrédito e completa: estivemos “entristecidos, mas sempre alegres” (2 Cor.6:10)

Vejam o vídeo:

Imagem de Amostra do You Tube

Temos a inclinação de olhar apenas para as tristezas – incluo-me nesse grupo – esquecendo-nos das alegrias. Caso contássemos a narrativa do vídeo acima, daríamos ênfase nas duas tragédias: “Amigo, você não sabe o que me aconteceu. Fui atingido duas vezes por raios diferentes em momentos distintos. Quanta tragédia..Quanta desgraça…”

Vejam vocês, o homem do vídeo caiu por duas vezes, foi duplamente atingido. Mas foi também duplamente agraciado, abençoado, milagrado. Duas desgraças e dois milagres, portanto.

Amigos, vocês contam mais as tragédias e quedas, ou mesmo, as tristezas cotidianas do que as alegrias, os milagres e as bençãos de Deus?

“Pelo contrário, como servos de Deus, recomendamo-nos de todas as formas: em muita perseverança; em sofrimentos, privações e tristezas; em açoites, prisões e tumultos; em trabalhos árduos, noites sem dormir e jejuns; em pureza, conhecimento, paciência e bondade; no Espírito Santo e no amor sincero;na palavra da verdade e no poder de Deus; com as armas da justiça, quer de ataque, quer de defesa; por honra e por desonra; por difamação e por boa fama; tidos por enganadores, sendo verdadeiros;como desconhecidos, apesar de bem conhecidos; como morrendo, mas eis que vivemos; espancados, mas não mortos;entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo.” 2 Coríntios 6:4-10

Que aprendamos a viver na abundância e na escassez. O meu desejo é que eu saiba ter gratidão mesmo na dor, que eu saiba olhar com mais leveza para a vida e que eu saiba reconhecer as pequenas e grandes atuações de Deus no meu cotidiano.

Fica aqui o meu sincero desejo para sua vida também.

Um abraço.

Gabriel Lazarotti

Sobre Gabriel Lazarotti

Redimido pelo amor de Deus. Discípulo de Jesus que segue por este Caminho. Um sincero apreciador da criação. Pretenso poeta todo o tempo, advogado e músico nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *