Decisão

Na última semana, a necessidade de uma decisão extremamente difícil se colocou diante de mim. Não tenho facilidade para me decidir, e geralmente pendo de um lado para o outro, querendo usufruir das vantagens (e somente das vantagens) de todos os caminhos que eu poderia escolher.

Quando as decisões envolvem deixar pecados, investir (ou não) em um relacionamento, enfrentar medos ou assumir lutas, a situação é igualmente penosa. A vontade é realmente fugir e deixar o problema pra depois…

Coincidentemente li um texto, também essa semana, que tive a audácia de transcrever pela exatidão com que retrata os sentimentos que uma decisão envolve. Trata-se de uma oração de Sue Garmon, extraída do livro “Um Convite à Solitude”, do Brennan Manning. O desfecho brilhante dessa oração me dá muito mais força para decidir nas tantas outras vezes em que isso será necessário.

 “Senhor, de novo estou tirando o corpo fora.

Tenho de tomar uma decisão

que eu resolutamente desprezei até agora.

Estou me comportando como o tão falado avestruz:

faço de conta que o problema não existe

por tempo suficiente para que deixe de existir.

Mas as coisas não funcionam assim, e sei disso.

Em algum momento, terei de fazer algo,

de uma forma ou de outra.

E, como isso é importante para mim,

estou morrendo de medo.

Não quero decidir;

quero me esquivar até que seja tarde demais

para eu decidir qualquer coisa.

Quero que outra pessoa tome a decisão por mim;

que alguém mais assuma a responsabilidade.

Assim, se a decisão estiver errada, o culpado não serei eu.

Senhor, perdoa-me.

 

Pareço ter esquecido que, se eu perguntar,

me dirás o que fazer.

Tu me ajudarás a decidir

por qual caminho seguir;

e, se eu pedir, tu me darás a coragem para seguir teu conselho.

 

Senhor, que eu siga tua vontade em tudo isso,

não a minha.

E, uma vez que eu a descubra,

que a tua vontade passe a ser a minha”.

 

Ótima semana pra você! E que todas as suas decisões sejam conduzidas pelo Senhor.

Tg 4:15 “Ao invés disso, deveriam dizer: “Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”.”

Um comentário sobre “Decisão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *