De revolucionário à subversivo

Quando me tornei cristão, ainda na adolescência, queria mudar o mundo! Revolucionar minha família, minhas amizades, minha conduta. Subia na praça do Papa (localizada em um ponto alto  em Belo Horizonte) à noite e olhava para as luzes de casas e prédios e gostaria que todos se tornassem cristãos! Um jovem cheio de certezas e com respostas prontas para todas as dificuldades do mundo. Era fácil dividir o mundo entre certo e errado, entre bem e mal, entre céu e inferno. Se precisasse pegar em armas pela causa pegaria (assim como Pedro quando desferiu uma facada na orelha de Malco, fato registrado em Lucas 22: 49-51). Ainda hoje vejo pessoas no meio cristão agindo da mesma forma, perguntando como Pedro: “Senhor, atacaremos com espadas?” Quanta vontade de mudar o mundo pela força! De fazer do cristianismo uma força de coalizão para atingir de forma revolucionária e sanguinária governos, países e culturas diversas! É importante lembrar que as únicas espadas que Jesus tinha eram as palavras e a sua vida! É importante lembrar que o movimento de Jesus não levou à queda do domínio romano em Israel ou do domínio fariseu sobre o povo. Todas essas opressões continuaram existindo! Se houve algum tipo de revolução foi em vidas!

Hoje, um pouco mais velho, ainda continuo querendo mudar o mundo. Ninguém roubou minha coragem, diferentemente do poeta quando diz: “Até bem pouco tempo atrás, poderíamos mudar o mundo, quem roubou nossa coragem?” Creio que alguns adultos tiveram sua coragem roubada, e confesso que, em alguns momentos, tive minha coragem roubada. Mas uma mudança realmente ocorreu: Mudei a forma pela qual mudaria o mundo! A forma não é revolucionária, é subversiva! Trocando alto-falantes por sussurros, trocando verdades teóricas por verdade encarnada, trocando espada por amor, trocando orelhas decepadas por corações derramados! Jesus não foi um revolucionário, Ele foi um subversivo! Não apoiou a opressão, a injustiça, a mentira, a corrupção – mas combateu tudo isso mostrando um caminho diferente. A mudança revolucionária é, por diversas vezes, insana, sem fundamentos sólidos, um casa construída com palha que qualquer “lobo-mau” destroi. Já vi grandes revolucionários, pararem e até voltarem à antiga ordem! O subversivo não é óbvio, não é barulhento mas o seu impacto nas vidas ao redor é irresistível!

O que me fez pensar nessas idéias foi um simples verso em uma ótima noite com o Pai, noite em que senti o tratamento subversivo Dele para comigo. O verso é o seguinte:

“não discutirá nem gritará; ninguém ouvirá sua voz nas ruas” (Mateus 12:19)

Espero que ninguém tenha roubado sua coragem de mudar o mundo! Se sim ainda há tempo de recuperá-la! Espero que revolucionários se tornem subversivos, pois essa é a forma que Deus se manifesta!

Abraço e até a próxima!

Homero Castro

Sobre Homero Castro

Nome: Homero Resende Castro Nasci em 1979 em Belém do Pará, moro em Belo Horizonte desde 1989. Sou formado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Desde 1999 trabalho como missionário na associação Alvo da mocidade. Eu e minha maravilhosa esposa, Camila temos duas filhinhas lindonas, Helena e Elisa, e uma sapeca cadela chamada Leona.

7 comentários sobre “De revolucionário à subversivo

  1. Homero… Belo texto!

    “A forma não é revolucionária, é subversiva! Trocando alto-falantes por sussurros, trocando verdades teóricas por verdade encarnada, trocando espada por amor, trocando orelhas decepadas por corações derramados!…O subversivo não é óbvio, não é barulhento mas o seu impacto nas vidas ao redor é irresistível!”

    Talvez por isso a escolha da figura “ser sal”, e não ser ” revolucionário” para a nossa resposta ao mundo e ao Reino.

    Obrigado por me fazer pensar nessas coisas. Abração!

  2. Obrigado pelo comentário amigos! De alguma forma cada um de vocês contribuem para que eu lute para viver dessa forma!
    Abraço

  3. Excelente as ideias Homero!!!
    Concerteza me fez pensar como eu realmente desejo mudar o mundo! E perceber que ser revolucionário me deixa muito visível, mas não causa tao impacto do que ser subversivo!
    VLW PELO POST!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *