Confiar em Deus, decisões da vida

O que é confiar em Deus?

“Tenho certeza que se não aconteceu então ‘não era para ser‘ “… “Deus me colocará onde eu devo estar”… “Deus quis…”, “Deus me mostrou….”

Vejo duas possibilidades sobre o tema confiança em Deus e as escolhas da vida:

1a possibilidade: Deus sabe qual opção é “correta” e direciona ou faz as coisas acontecerem da forma que ele pensa.

2a possibilidade: Deus possui princípios que devem nortear as nossas escolhas. Devemos diligentemente comparar o que vivemos com os princípios dele.

Não necessariamente elas são excludentes e não necessariamente são exaustivas. Contudo, tendo a crer que a 1a é mais imatura do que a 2a. A primeira tende a nos eximir de responsabilidades e servir de consolo “não era para ser…”, além de tornar o “jogo da vida” um tabuleiro impessoal regido por um deus também percebido como um impessoal “Destino”. Era o destino… O Destino quis assim…

Não conseguimos lidar bem com as incertezas do futuro. Se apenas soubéssemos as consequências no médio longo prazo de nossas ações… Mas frequentemente não sabemos e nas bifurcações da vida as duas opções frequentemente parecem boas, às vezes são mesmo!

Difícil!

Urge porém pensar muito sobre isso. Nossas escolhas trarão consequências. Confiar em Deus frequentemente é confiar nos princípios dele, que são bons, que são melhores, que são, aí sim, o que era pra ser.

Um comentário sobre “Confiar em Deus, decisões da vida

  1. Também fico mais tendencioso a estar com a 2a possibilidade, acreditando que Deus pode agir de maneira soberana(1a possibilidade) a hora que Ele bem entender, Vidiga`s!

    Talvez exista, portanto, uma 3a possibilidade que seria a fusão da 1a e da 2a. Creio que é possível elas acontecerem juntas, como você mesmo mencionou dizendo que elas não são excludentes!

    Bração!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *