Anunciação

Beato Fra Angelico - "Annunciation"
Beato Fra Angelico – “Annunciation”

Era o sol posto: no modesto asilo,
Prostrada, humilde, o pensamento entregue
Ao DEUS de seus maiores, meditava
A mais pura, a mais bela entre as mulheres
Mas estremece de repente e cora,
Ergue os formosos olhos radiantes
De inefáveis delícias, e, surpresa,
Vê um Anjo do Céu, todo esplendores,
De pé a poucos passos; enleada,
Cruza os braços, suspira, a fronte abaixa,
O etéreo mensageiro se aproxima
E fala desse modo: – Ave Maria!
Virgem cheia de graça, é DEUS contigo!
Bendita és tu, entre as mulheres todas,
Bendito é o fruto de teu nato ventre.
E, como a virgem pávida o mirasse,
Continuou assim: – Sobre teu seio
Há descido do Altíssimo a virtude,
Terás um Filho poderoso e forte,
E que Filho de DEUS será chamado,
– Eis a serva de DEUS, faça-se nela
Sua santa vontade, diz a Virgem.
E o celeste enviado, abrindo as asas,
Volta, entre as nuvens de brilhantes cores,
À sidérea mansão. Salvo era o mundo…
Tinha-se feito a luz que alumiava
A matéria fecunda, ia fazer-se
A viva luz que alumiar deverá
As almas imortais em seu caminho:
Ia chegar ao mundo o Prometido,
Aquele que esperava que viesse,
Que trouxesse um consolo nos que chorassem,
Que desse ao pobre um lar, ao tristo um gozo,
Ao romeiro um bordão, ao nauta um leme,
Ao cego a luz, ao moribundo a vida,
Aos povos a verdade! Era já tempo.

(Fagundes Varella – Patrono na Academia Brasileira de Letras)

Gabriel Lazarotti

Sobre Gabriel Lazarotti

Redimido pelo amor de Deus. Discípulo de Jesus que segue por este Caminho. Um sincero apreciador da criação. Pretenso poeta todo o tempo, advogado e músico nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *