Amor ou Egoísmo – Quem é você?

Uma pequena, mas fundamental reflexão:

“O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”

AMOR

X

” O esgoísta não é sofredor, não é benigno; o egoísta é invejoso; o egoísta trata com leviandade,  se ensoberbece. Se porta com indecência, busca os seus interesses,  se irrita,  suspeita mal; folga com a injustiça, folga com a verdade; Não sofre, não crê, não  espera, não suporta.”

egoista

Analisando essas duas idéias, onde você se encaixa?

P.S.: Gostaria de aproveitar para dizer que a primeira figura me lembra a atual fase que minha esposa (Camila) está vivendo! Sou muito grato a Deus e a ela pela forma como ela me ama! Me considero um homem de sorte!!!

Te amo minha Linda!

Abraço a todos!!!

Homero Castro

Sobre Homero Castro

Nome: Homero Resende Castro Nasci em 1979 em Belém do Pará, moro em Belo Horizonte desde 1989. Sou formado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Desde 1999 trabalho como missionário na associação Alvo da mocidade. Eu e minha maravilhosa esposa, Camila temos duas filhinhas lindonas, Helena e Elisa, e uma sapeca cadela chamada Leona.

10 comentários sobre “Amor ou Egoísmo – Quem é você?

  1. nossa! tadinha da camila! deve ter 5 braços pra fazer isso tudo! e o homerão só na boa! rs. brincadeira! a declaração foi linda!

    Bem respondendo a sua pergunta, penso estar vivendo a primeira parte. Aliás, com alguma constancia vivo a primeira parte. Acho quepenso mais nos outros que em mim em muitos momentos. Porém, não vivo tudo 100%. É verdade que essa impressão pode mascarar o meu egoísmo. Muitos de nós passam essa falsa aparencia.Decidem pelo os outros, mas em ultima instancia por si mesmos! abraço homero!

  2. Linda declaração Homero!
    Acho que eu tô vivendo como a Camila também! Ser mãe não é fácil, apesar de muito gratificante! Ser mãe, médica, dona de casa e “missionária” é mais difícil ainda! Mas graças a Deus eu tenho conseguido aos trancos e barrancos viver essa fase! E Deus tem me ensinado muito! Agradeço a todos que me ajudam também! Ao Alex principalmente! E a minha mãe que tem me dado muita força… Carro apertado é que anda! Tem sido uma fase muito legal apesar de tudo e ver a Maria Clara crescendo paga qualquer cansaço!
    Já fui mais egoísta do que sou hoje, mas às vezes ainda me vejo sem ver o lado do outro e isso me deixa mal! Que Deus me ajude a amar cada vez mais!

  3. Para falar a verdade, há tempos eu luto constantemente contra o egoísmo, e essa definição de amor de 1Co 13 é realmente um desafio! Adorei as ilustrações… Rs!!!

  4. ô… que mimo!
    nossa, ser mãe/esposa/profissional/”missionária” deve ser mesmo mto osso! Mas também deve ser muuuuuito bom!
    Obrigada pela reflexão, homero… o egoísmo é um pecado que vive me rondando… gostaria de suportar mais e ser bem menos irritável.
    Como o Gabana falou, acho que podemos mascarar as coisas e assumir uma postura de quem está pensando nos outros, mas na verdade estamos pensando em nós mesmos…
    Mas tenho que admitir que adorei o jeito sarcástico de ser do personagem do quadrinho!! huahauhua

  5. Homero, legal o post! Bem divertido!
    Eu oscilo entre essas duas posturas que você expôs no post, mas a maior parte do tempo fico na segunda, sem dúvida. : (
    Mas é bom pensar que temos a oportunidade de ser diferentes, de conseguir de fato se importar com quem está ao seu lado.

    P.s.: Também adorei a declaração! Linda!
    Bjus

  6. Pingback: O que é o amor?
  7. Lindo?Não tem nada de lindo aí não!A única coisa que eu vejo são mulheres cegas,e alguns oportunistas que se aproveitam dessa cegueira para explora-las.Ter uma vida ao lado de quem se ama,não está me parecendo nadinha com uma coisa positiva.Fiquei pasma quando vi que não era ironia,e que era verdade toda essa palhaçada aí que eu vi.Porra cara,então quer dizer que você explora a sua mulher todo dia,e chama isso de amor?Eu acho que eu vou pirar se ler isso tudo mais uma vez,não acredito que existam pessoas dessa forma.E ainda por cima me veem com esse papinho de “missionária”.NÃO FAÇA ISSO.Não queria tornar outras pessoas ignorantes como vocês.Cara,nunca vi pessoas distorcem tanto a “palavra de deus”,que deus é esse?Que interpretação suja é esse que vocês fizeram da bíblia,porra,tou chocada.Mas quer saber?Feliz é o ignorante mesmo,pq não sabe da desgraça em que vive.Mas lembrando:Falsa felicidade!Acham que estão felizes.Nunca vi coisa tão suja.Isso não é amor,isso sim é egoísmo.

  8. Fran, tudo bem? Estamos sempre à disposição para um bate papo. Não tenho dúvidas de que o seu posicionamento é resultado de um mal entendido. Se quiser conversar, com mais calma, temos os nossos emails do blog. O meu, p.ex., é gabriel@outrasfronteiras.com.br
    Saiba, inicialmente, que o nosso primeiro desafio é levar a reflexão para as pessoas partindo de um texto bíblico qualquer sem, contudo, distorcer o que lá está escrito.
    Não é fácil lançar mão das mais perfeitas exegese e hermenêutica bíblica ao escrever o que escrevemos, mas posso te garantir que ninguém aqui é favorável à exploração de nenhum ser humano, ainda mais da mulher. Não nos esqueçamos um segundo sequer desse versículo : “Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela” (Efésios 5:25) Foi apenas um reconhecimento, uma demonstração de gratidão por uma fase! Esteja na paz de Deus, Fran.

  9. Ei Fran,
    vejo que não me fiz claro para você! Usei uma passagem bíblica I Co 13, demonstrando o que é o amor segundo Paulo e o que seria o oposto, ou seja, o egoísmo. Talvez o que mais te incomodou seja a figura do que representa o amor. Escolhi aquela figura por ver uma fase em que minha esposa estava vivendo há dois anos! Gostaria de explicar que fase é essa: Mãe de uma linda menina de 4 meses, término do doutorado pela UFMG, início de um pós-doc na UFMG, além disso professora universitária e funcionária da prefeitura de uma cidade ao lado da que vivo. Ela não estava somente em casa como doméstica (coisa que tb não seria nenhum demérito) feita escrava de um “oportunista que se aproveita de sua cegueira”. Para mim cada braço da mulher daquela figura representava uma função dela, e para mim é impressionante ver como ela faz isso por amor! Me perdoe pela falta de clareza. Gostaria de poder te convidar para participar de nossas vidas pois assim talvez poderia mudar sua visão sobre esse oportunista! Quanto à ignorância, faz 18 anos que me relaciono com Cristo e ainda me acho um completo ignorante! Mas, por misericórdia, Ele não desiste de mim! Meu alento é ver como o reino sempre esteve mais próximo dos ignorantes! Os esclarecidos da época de Jesus tiveram muita dificuldade de reconhece-lo como o Filho de Deus! Talvez essa “clareza” os atrapalharam a enxergar! De toda forma seja bem vinda ao blog! Sua participação foi importante, pude rever algo escrito em uma fase difícil mas maravilhosa de nossas vidas! Continue participando…. abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *