Almoço Substancial

Numa sexta-feira comum almoçando um PF na lanchonete mais próxima do trabalho. Almoço trivial, os colegas de sempre. Um assunto vai levando ao outro. Filmes levam a twitter, twitter leva a Luciano Huck, Luciano Huck leva a Kaká. E pronto. Estamos falando de Deus.

Inicialmente são faladas as coisas rasas do assunto, que a pessoa não precisa de se expôr para dizer. Coisas comuns desse nível de profundidade: Igrejas evangélicas lucram.

Aí passamos pelas ressalvas – as que você pensou que não viriam – um evangélico sensato aqui (mas que dá 10%), uma igreja séria ali (uma) e pronto, estamos prontos pra próxima.

Próximo nível: o que acreditamos. Nem todos se pronunciam agora. Em geral há na roda um que faz a sua própria religião pegando coisas de cada uma. Pois, afinal, “todas no fundo querem dizer a mesma coisa” e “um chama de Alá, o outro de Jesus, o outro de Buda”. Há aquele que era católico mas bastaram duas aulas sobre a Idade Média e não é mais. Os do interior em geral permanecem católicos, apesar de tudo, até aqui. Eventualmente haverá um que perguntará a cada um no que acredita. Aí saberemos onde todos estão posicionados.

Eu? Bom, espero estar orando nesta hora e não tentar expôr meus argumentos científicos que provam por A + B que eles tem que acreditar em Deus. Isso com arrogância e ironia.

Espero dizer, se alguém me perguntar, que eu era agnóstico e que hoje sou cristão. Se alguém se interessar entrarei em detalhes. Não sei se estou certo em agir assim. Não sei mais o que me move. Sei que o almoço foi substancial. Profundo mesmo. Deu coisa pra pensar.

Possamos ter amor por aqueles que não conhecem a verdade. Possamos querer iluminá-los com Jesus e não engasgá-los ou constragê-los. Possamos orar por suas vidas. Pedir pela ação do Espírito. Servi-los diariamente. Meditar em suas palavras sobre sua experiência com Deus e tentar aprender.

Deus nos ajude.

Quando digo que sou cristão
Não estou gritando “sou salvo”
Mas sussurrando “estou perdido”
“E por isso escolhi este caminho”

4 comentários sobre “Almoço Substancial

  1. Gostei muito Vidigal.
    Muitas vezes o papo só fica no “uma coisa levando a outra”.
    È bom quando o papo vai para “uma pessoa levando a outra pessoa à Outra Pessoa”.
    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *