A.P.N.E.E.

Qual a chave para a felicidade?

Pergunto porque no final das contas “o que importa é que você esteja feliz”, não é mesmo?

Há quem arrisque respostas. “Fazer o que você gosta”, “estar com quem você ama”, “aproveitar o Hoje (Carpe Diem)”, “conhecer a si mesmo”…

Há ainda aquela opção de resposta forçosamente evasiva, comum em provas de múltipla escolha: N.D.A, nenhuma das anteriores.

“O cristão”, alguns dirão, “não responde da mesma forma que o mundo” (pessoalmente não gosto de me referir a não-cristãos como “o mundo”, mas que seja). Assim, enquanto as opções do mundo são ditas, talvez o cristão dirá: nenhuma das anteriores.

Esta é uma forma de se pensar. Plausível. “Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis”.

Proponho, porém uma outra sigla, esta não será porém vista em provas.

A.P.N.E.E.

A pergunta não é essa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *